GILBERTO FREYRE E AS CIÊNCIAS SOCIAIS NO BRASIL

Elide Rugai Bastos

Resumo


O trabalho mostra um processo de sistematização das ciências sociais no Brasil, no decurso da década de 30, que ocorre independentemente da formação das instituições universitárias. Nesse contexto localiza Gilberto Freyre como representante do primeiro momento de sistematização da Sociologia. Aponta o autor como situado no ponto de inflexão do processo de transição de uma análise fundada cm pontos de vista sobre o social para uma análise sistemática sobre a sociedade. Nesse quadro a obra gilbertiana é vista em duas fases importantes na consolidação da mesma: a dos anos 20 e aquela dos anos 30. Os trabalhos da primeira década apontam, simultaneamente, para dois pontos aparentemente contraditórios: de um lado, denunciam um crescente processo de falsa modernização cm curso, que destrói as tradições nacionais; de outro, reclamam da não-modernização cientifica e institucional, meta que se não alcançada, impedirá ao Brasil afirmar-se como Nação do século XX. OS textos dos anos 30 voltam- se à reinterpretação do passado nacional, aos estudos sobre as questões racial e cultural.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427