“O pescador é sofredor”: identidades e conflitos em torno da reprodução social da pesca artesanal na praia de Itapoã, Espírito Santo

Fanny Longa Romero

Resumo


Resumo

Neste artigo abordo a pesca artesanal no município de Vila Velha, do estado de Espírito Santo, buscando problematizar os processos de autoatribuição, reconhecimento e pertencimentos identitários, permeados por tensões e conflitos de grupos locais em torno da reprodução social de uma modalidade pesqueira que parece estar em vias de extinção. Por outro lado, indago os processos de transformação da pesca a partir de categorias como tempo e espaço, tal como essas noções são percebidas e ativadas nas experiências cotidianas dos agentes sociais. Os dados etnográficos resultam de trabalho de campo, em fase inicial, realizado na praia de Itapoã, em março de 2013. Ao desenvolver a temática da pesca artesanal a partir do campo de estudo da antropologia marítima, ou antropologia da pesca, pretendo contribuir  com os estudos das sociedades pesqueiras no Brasil no marco de uma abordagem processual sobre identidades, ações e formas de organização local.

 

Palavras-chave

Pesca artesanal. Identidade. Etnografia. Tempo. Espaço.

 

Abstract

I discuss in this article the artisanal fishing activity in the town of Vila Velha, in Espírito Santo State, seeking to confront the processes of self-attribution, of recognition and of identity affiliations, which are permeated by tensions and conflicts between the local fishermen around the social reproduction of the fishery modality that seems to be endangered. On the other hand, I study the processes of transformations in the fishing activity starting from categories such as time and space as these notions are perceived and activated in everyday experiences of the social agents. The material registered is the result of an initial phase of ethnographic fieldwork that took place in Itapoã beach, in March 2013. By developing the theme of artisanal fishing from the field study of maritime anthropology, or anthropology of fishing, I intend to contribute to the studies of fishing societies in Brazil, as part of a procedural approach on identities, actions and forms of local organizations.

 

RESUMO

Neste artigo abordo a pesca artesanal no município de Vila Velha, do estado de Espírito Santo, buscando problematizar os processos de autoatribuição, reconhecimento e pertencimentos identitários, permeados por tensões e conflitos de grupos locais em torno da reprodução social de uma modalidade pesqueira que parece estar em vias de extinção. Por outro lado, indago os processos de transformação da pesca a partir de categorias como tempo e espaço, tal como essas noções são percebidas e ativadas nas experiências cotidianas dos agentes sociais. Os dados etnográficos resultam de trabalho de campo, em fase inicial, realizado na praia de Itapoã, em março de 2013. Ao desenvolver a temática da pesca artesanal a partir do campo de estudo da antropologia marítima, ou antropologia da pesca, pretendo contribuir  com os estudos das sociedades pesqueiras no Brasil no marco de uma abordagem processual sobre identidades, ações e formas de organização local.

 

Palavras-chave

Pesca artesanal. Identidade. Etnografia. Tempo. Espaço.

 

ABSTRACT

I discuss in this article the artisanal fishing activity in the town of Vila Velha, in Espírito Santo State, seeking to confront the processes of self-attribution, of recognition and of identity affiliations, which are permeated by tensions and conflicts between the local fishermen around the social reproduction of the fishery modality that seems to be endangered. On the other hand, I study the processes of transformations in the fishing activity starting from categories such as time and space as these notions are perceived and activated in everyday experiences of the social agents. The material registered is the result of an initial phase of ethnographic fieldwork that took place in Itapoã beach, in March 2013. By developing the theme of artisanal fishing from the field study of maritime anthropology, or anthropology of fishing, I intend to contribute to the studies of fishing societies in Brazil, as part of a procedural approach on identities, actions and forms of local organizations.

 

Keywords

Artisanal Fishing. Identity. Ethnography. Time. Space.


Texto completo:

HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427