Um “cineminha”, algumas “birras” e muitos “causos”: uma visita à hibridez em Ondjaki

Paula Manuella Silva de Santana

Resumo


Resumo

A literatura do escritor angolano Ondjaki traz em seu bojo as tensões entre a memória, a tradição, o hibridismo e a modernidade periférica como uma de suas matrizes de significado, sublinhando fraturas que reposicionam o sujeito pós-colonial no cerne de importantes debates nas Ciências Humanas. Neste sentido, percorrer as ruas de Luanda, por meio das linhas de seu texto, configura-se como um interessante exercício para apreensão dos meandros do contexto pós-colonial em que Angola insere-se atualmente, uma vez que é possível experimentar sensações contraditórias, oriundas das descontinuidades e desigualdades fomentadas durante o período colonial, desde a sua constituição até o seu posterior desenvolvimento. São as fronteiras híbridas dessa cidade vista e vivida a partir da literatura que me conduziram a problematizar neste artigo a entrada de Angola na modernidade, as estratégias estéticas que permitem o mergulho nestas dinâmicas modernas e, consequentemente, as relações ali estabelecidas entre a literatura e a vida social. Para tanto, procuro articular metodologicamente a profunda ligação que a prosa-poética de Ondjaki estabelece com o real extratextual, por meio da apreciação tanto de elementos estéticos quanto de processos sociais na obra.

 

Palavras-chave

Literatura Angolana. Pós-Colonialismo. Modernidade.

 

_____________________________________________________________

Abstract

The literature of the Angolan writer Ondjaki is characterized by tensions between memory, tradition, hybridism and a peripheral modernity, as significant elements, stressing the fractures that reposition the postcolonial subject at the core of important debates in the Humanities. A walk through the streets of Luanda, as described in the literature of Ondjaki, appears as an interesting exercise to grasp the intricacies of the post-colonial context in which Angola finds itself today, making it possible to experience the contradictory feelings and inequalities arising from discontinuities created during the colonial period, from the time of its incorporation through its process of its development. The hybrid frontiers of this city, experienced through this literature, have led me to question the entry of Angola into modernity, the aesthetic strategies that allow diving into these modern dynamics and hence the relationships established between literature and social life. Therefore, I try to link methodologically the profound connection that the poetic-prose of Ondjaki sets with the real context, by assessing both the aesthetic and social processes in his work.

 

Keywords

Angolan Literature. Post-Colonialism. Modernity.


Texto completo:

HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427