Desenvolvimento e governança de investimentos externos: apontamentos sobre Moçambique

Marta Zorzal e Silva

Resumo


Resumo

O artigo focaliza os processos de governança entre países detentores de grandes reservas de recursos naturais e corporações transnacionais investidoras na extração e processamento destes recursos, sob o argumento de promover o desenvolvimento daqueles países. Para esse efeito define-se o fenômeno do investimento estrangeiro direto como um momento particular da constituição da relação entre governos, atores institucionais e corporações transnacionais em que o resultado reflete padrões de ação consolidados ao longo do tempo. Aborda as questões imbricadas no tema do desenvolvimento e da sustentabilidade, assim como a emergência da cooperação para o desenvolvimento no âmbito das relações Sul-Sul. Teoricamente assenta-se no debate em torno da concepção de desenvolvimento e de governança cuja preponderância, atualmente, sugere uma mudança fundamental tanto na gestão corporativa como na governamental. Esta última não apenas calcada na legitimidade advinda da relação entre governos e eleitorados nacionais, mas também sob influência cada vez maior que outros atores como organismos internacionais, corporações transnacionais e organizações não-governamentais, na determinação de decisões políticas. O caso de Moçambique é tomado como ilustrativo da forma como se entrelaçam e se conflitam concepções e visões sobre processos de desenvolvimento no contexto de dominância do global sobre o local.

 

Palavras-chave

Desenvolvimento. Governança. Corporações transnacionais. Investimentos estrangeiros diretos. Globalização. Cooperação Sul-Sul. Moçambique.

 

_____________________________________________________________

Abstract

The article focuses on the governance processes that are established between countries with large reserves of natural resources and transnational corporations’ investors in extraction and processing of these resources, under the argument of promoting the development of those countries. For this purpose the phenomenon of investment is defined as a particular moment of the constitution of the relationship between Governments, institutional actors and transnational corporations in which the results reflect patterns of consolidated action patterns over time. Addresses the issues intertwined with the theme of development and sustainability, as well as the emergence of development cooperation in the context of South-South relations. Theoretically, it stands in the debate around the notion ofgovernance whose preponderance currently suggests a fundamental shift in management policy. This is no longer grounded in legitimacy based on the relationship between Governments and national electorates, but rather an ever-greater influence of actors like international organizations, transnational corporations and non-governmental organizations in the determination of policy decisions. Mozambique is taken as an empirical referent in order to evidence how intertwines and conflict conceptions and views on developmental processes in the context of global dominance over the local place.

 

Keywords: Development. Governance. Transnational corporations. Foreign direct. investment. Globalization. South-South cooperation. Mozambique.


Texto completo:

HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427