RELAÇÕES URBANO-RURAIS: CIDADES DE VINHO NA REGIÃO DO DOURO, EM PORTUGAL

Rita Alcântara Domingues

Resumo


A Região Demarcada do Douro, em Portugal, é considerada uma das mais antigas do mundo na regulamentação do negócio do vinho. O objetivo deste trabalho é analisar e entender a Região do Douro, produtora de vinhos, na perspectiva das relações urbano-rurais, numa leitura feita desde a realidade brasileira. No marco teórico, aprofunda-se o entendimento sobre governança e se estabelece diálogo com a abordagem institucionalista, por meio das políticas públicas portuguesas específicas para o setor, mediante o suporte de levantamentos bibliográficos, pesquisas de campo e entrevistas a especialistas das questões do Douro. Este trabalho está inserido numa análise crítica sobre o método histórico e dialético. Conclui-se que, na RDD há mudanças evidentes de perfil na apropriação da terra, estabelecendo-se a concentração fundiária nas mãos da categoria empresarial. E mais, a renda do vinho tem importância além da escala local alcançando a dimensão regional, Porto e Vila Nova de Gaia (setor privado exportador) e internacional.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Rural & Urbano

 

 

 

 

Indexadores e Bases bibliográficas:

                    

 

 

 

Programa de Pós Graduação em História - PGH UFRPE

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manuel de Medeiros, s/nº

Dois Irmão, Recife, PE, CEP: 52171-010

Prédio Professor Ariano Suassuna (1º Andar) 

ISSN: 2525-6092

 

 

 

Licença Creative Commons

A Revista Rural & Urbano está licenciado com uma Licença Creative Commons