BIOTECNOLOGIA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO DE BIOLOGIA A PARTIR DA CONSTRUÇÃO DE MODELOS DIDÁTICOS

Gabriella Teixeira de Albuquerque, Patrícia de Souza Cavalcante Carnaval, Eliemerson de Souza Sales

Resumo


Este trabalho tem como objetivo relatar as experiências vivenciadas com base nas observações e práticas realizadas no estágio curricular obrigatório IV do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A vivência ocorreu em duas turmas do 3° do ensino médio na Escola Estadual Frei Caneca, localizada na Avenida Belmino Correia S/N, Camaragibe - Pernambuco. Foi realizada uma análise sobre a eficácia da utilização de modelos didáticos no ensino de biotecnologia, em especial, células-tronco e células especializadas. Na confecção dos modelos foram utilizados materiais simples como: trigo, sal, água, corantes, óleo e uma caixa de sapato, a preferência por tais materiais deve-se ao baixo custo, foi preferência da estagiária fazer uma massa de modelar caseira. O material foi confeccionado para ser apresentado aos alunos durante a aula de células-tronco e clonagem, pensando na melhor compreensão dos alunos através da visualização e toque. Esse modelo didático foi construído na intenção dos alunos verem como as células-tronco poderiam se transformar em outros tipos de células necessárias ao organismo, como células do sangue, células cardíacas, células nervosas. Frequentemente, surgem dificuldades durante a aprendizagem em sala de aula, devido a complexidade dos conteúdos de ciências/biologia e a exigência pelo uso contínuo da imaginação, principalmente, quando se estuda um conteúdo microscópico. O uso desses modelos didáticos na biologia permite ao professor ultrapassar barreiras que impedem o aprendizado, dando a oportunidade ao aluno de ver, manusear e compreender o que está sendo ensinado, tornando, assim, o aprendizado com qualidade, desenvolvendo no aluno um saber científico, permitindo que ele questione e argumente, propiciando uma aprendizagem realmente significativa. Com os resultados, notou-se um melhor aproveitamento dos discentes em relação aos temas abordados, pois durante a aula os alunos demonstraram entusiasmo e grande curiosidade por conta do material diferenciado, das estruturas evidenciadas. Além de uma interação melhorada com o professor, ratificando que o uso de modelos didáticos tem muito a contribuir no ensino de ciências/biologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife - PE, 50670-901.