LIBERDADE ASSISTIDA E ESCOLA: CARTOGRAFIAS DE ENCONTROS E DESENCONTROS

Luziane de Assis Ruela Siqueira, Vania Carvalho de Araújo

Resumo


Na contemporaneidade, as concepções de criança e adolescência sofreram mudanças do paradigma de menor, que configurava um Estado paternalista e tutelar, para o de sujeitos de direitos, na ótica de um Estado protetor e promotor de direitos. Este artigo traz uma reflexão acerca da liberdade assistida, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente. Utiliza a cartografia como caminho
metodológico, dá ênfase às narrativas dos adolescentes/jovens e coloca em análise as experiências vivenciadas na e com a escola, que apontam para o equívoco do termo liberdade assistida e para a necessidade de diálogos entre as culturas juvenis e escolares.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: