Educação e ressocialização: uma experiência de formação continuada

Mário Medeiros da Silva, osaniel Vieira da Silva, Yasmin Rodrigues da Rocha

Resumo


Relato a experiência de formação continuada no Centro de Ressocialização do Agreste (CRA)/Canhotinho-PE. Iniciado em 2009 e concluído em 2013, partiu do entendimento de que o processo de ressocialização se torna mais efetivo quando os apenados estão “letrados”. A metodologia se assentou em oficinas formativas, orientadas pelo sóciointeracionismo, e método da pesquisa-ação sob a forma de grupo operativo com 7 de professoras. Com produção e manuseio de materiais didáticos, argumentos e exemplos inspirados no contexto socioeconômico e cultural dos alunos de modo a favorecer uma participação mais efetiva dos mesmos nas aulas. Os resultados apontaram para uma formação pedagógica mais consistente teoricamente das professoras e contribuiu para o letramento dos ressocializandos desse instituto prisional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.