À busca de um ensino renovado de gramática: convivendo com embate de identidades do professor de Língua Portuguesa no ensino de gramática

Ana Maria de Mattos Guimarães, Fernanda Machado Bartikoski

Resumo


Resumo: A homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) (BRASIL, 2017) trouxe novamente à tona questões do que denomina de eixo da análise linguística/semiótica. É nesse contexto que este artigo busca refletir sobre questões teóricas e didáticas a ele relacionadas, na tentativa de também trazer à discussão a retomada do termo gramática, entendido aqui como plural. As considerações, a seguir apresentadas, fazem parte de projeto de formação continuada de professores de Língua Portuguesa, no qual foram desenvolvidas duas proposições de transposição didática de objetos de ensino de gramática na procura de um ensino renovado de gramática: uma voltada para a interação entre texto e gramática, outra destinada ao estudo de tópicos linguístico-gramaticais transversais à escrita de qualquer texto. O desenvolvimento do trabalho junto aos professores permitiu verificar o embate de identidades por que eles passam, ao serem defrontados com uma proposta de ensino renovado. Nesse cenário, analisa-se o trabalho de uma docente ao propor atividades sobre elementos linguísticos significativos para a produção de textos de um determinado gênero.


Palavras-chave


ensino renovado de gramática; análise linguística; objetos de ensino de gramática; modelo didático de gramática; projeto didático de gênero.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i23p%25p



 

Qualis (CAPES): B1 (Quadriênio 2013-2016)

Diretórios:


Indexadores:

 JURN: Get the research you need, free

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

 

 

Institucional