Das injunções institucionais à constituição da autoria: uma via para o trabalho com a leitura e a escrita na escola

Maria José dos Santos, Maristela Cury Sarian

Resumo


Este trabalho tem por objetivo dar visibilidade ao processo de construção de uma proposta de ensino de língua portuguesa, filiada a uma perspectiva discursiva, desenvolvida em uma turma de oitavo ano do Ensino Fundamental de uma escola estadual de Mato Grosso, no ano de 2017, como parte das ações do programa de Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) na UNEMAT – Cáceres – MT. Dessa forma, visa a colocar em evidência o modo pelo qual nos autorizamos a criar condições para a instauração de deslocamentos sujeitos e de sentidos nesse espaço tensionado que é a escola, diante das injunções (im)postas pela política educacional do Estado.


Texto completo:

PDF

Referências


BOLOGNINI, Carmen Zink; LAGAZZI, Suzy. Provérbios. Quem ri seus males espanta. Projeto Conexão Linguagem. Unicamp, 2009. Disponível: . Acesso em: 25 fev. 2016.

BRASIL. Resolução nº 001/2014 – Conselho Gestor, de 23 de abril de 2014. Estabelece diretrizes para a pesquisa do trabalho final no Mestrado Profissional em Letras – PROFLETRAS. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2018.

BRASIL. Portaria nº 17 CAPES, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. Diário Oficial da União, Brasília, DF, n. 248, 29 dez. 2009. Seção 1, p. 20. Disponível em: Acesso em: 01 jul. 2018.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998.436p.

DE CONTI, Davi Faria; MEGID, Cristiane Maria; FURLAN, Cássia Cristina; MENSATO, Joice. O digital na escola: objeto, instrumento e tecnologia. In: BOLOGNINI, Carmen Zink. (Org.). A língua portuguesa: novas tecnologias em sala de aula. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2014. p. 53-64. (Série Discurso e Ensino).

DIAS, Cristiane Pereira. O discurso da “inovação” no processo de significação de “mudança” na sociedade da informação. In: ZATTAR, Neuza; DALLA PRIA, Albano; MORALIS, Edileusa Gimenes (Orgs.). Linguagem, acontecimento, discurso. Cáceres, MT: Campinas, SP: RG, 2011. p. 45-60.

ESCOLA ESTADUAL PIO MACHADO. Projeto Político Pedagógico (PPP). Acorizal, 2017. Documento interno da escola.

FURLAN, Cássia Cristina; MEGID, Cristiane Maria. Língua e linguagem em movimento na sala de aula. In: BOLOGNINI, Carmem Zink; PFEIFFER, Claudia; LAGAZZI, Suzy. (Orgs.) Práticas de linguagem na escola. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2009. p. 9-18. (Série Discurso e Ensino).

GALLO, Solange Leda. Como apre(e)nder essa matéria? 1990. 214f. Tese (Doutorado em Linguística) - Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1990.

HASHIGUTI, Simone T. Nas teias da leitura. In: BOLOGNINI, Carmen Zink; PFEIFFER, Claudia; LAGAZZI, Suzy. (Orgs.) Práticas de linguagem na escola. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2009. p.10-30. (Série Discurso e Ensino).

INDURSKY, Freda. Estudos da linguagem: a leitura sob diferentes olhares teóricos. In: TFOUNI, Leda Verdiani (Org.). Letramento, escrita e leitura: questões contemporâneas. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2010. p. 163-178.

MATO GROSSO. Portaria nº 161/2016/GS/SEDUC/MT, de 12 de abril 2016. Institui o Projeto de Estudos e Intervenção Pedagógica (PEIP), o Projeto de Formação Contínua dos Profissionais Técnicos e Apoio Administrativos Educacionais (PROFTAAE) e cria o Núcleo de Desenvolvimento Profissional na Escola (NDPE) e dá outras orientações. Diário Oficial do Estado de Mato Grosso, Ano CXXV, Cuiabá, MT, n. 26758, 14 abr. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 jan. 2017.

______. Orientações curriculares: área de linguagens: educação básica. Cuiabá, MT: Defanti, 2010a.

______. Política de formação dos profissionais da educação básica de Mato Grosso. Cuiabá, MT: SEDUC, 2010b.

NUNES, José Horta. Aspectos da forma histórica do leitor brasileiro na atualidade. In: ORLANDI, Eni Puccinelli. (Org.). A leitura e os leitores. 2. ed. Campinas: Pontes, 2003. p. 25-46.

ORLANDI, Eni. Puccinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 12. ed. Campinas, SP: Pontes, 2015.

______. Discurso e leitura. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2012a.

______. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. 4. ed. Campinas, SP: Pontes, 2012b.

______. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 6. ed. Campinas, SP: Pontes, 2011.

______. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. 5. ed. Campinas, SP: Pontes, 2007.

______. Cidades dos sentidos. Campinas, SP: Pontes, 2004.

______. Introdução: a leitura proposta e os leitores possíveis. In: ______. (Org.). A leitura e os leitores. 2. ed. Campinas, SP: Pontes, 2003. p.7-24.

______. Língua e conhecimento linguístico. Campinas: Pontes, 2002.

PÊCHEUX, Michel. Ler o arquivo hoje. In: ORLANDI, Eni P. (Org.). Gestos de leitura: da história no discurso. Tradução de Maria das Graças Lopes Morin do Amaral. Campinas: Editora da Unicamp, 2010. p.49-59.

PFEIFFER, Claudia Castellanos. O leitor no contexto escolar. In: ORLANDI, Eni Puccinelli. (Org.). A leitura e os leitores. 2. ed. Campinas: Pontes, 2003. p. 87-104.

______. Sentido para sujeito e línguas nacionais. Língua e Instrumentos Linguísticos, Campinas, n.7, p. 71-93, 2002.

______. Que autor é este? 1995. 146f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade de Campinas, Campinas, 1995.

RODRIGUES, Elídia de Souza Silva; PACÍFICO, Soraya Maria Romano. Investigações sobre autoria em textos produzidos por alunos de 4ª série do Ensino Fundamental. In: ROMÃO, Lucília Maria Sousa; PACÍFICO, Soraya Maria Romano (Org.). Leitura e escrita: no caminho das linguagens. Ribeirão Preto, SP: Alphabeto, 2007. cap. 3. p.49-77.

ROMÃO, Lucília Maria Sousa; PACÍFICO, Soraya Maria Romano. Era uma vez outra história: leitura e interpretação na sala de aula. São Paulo: DCL, 2006.

ZOPPI-FONTANA, Mônica. Combatendo o preconceito: argumentação e linguagem. Hora de debate. Campanhas de prevenção contra DST: linguagem em alerta. Projeto Conexão Linguagem. Unicamp, 2009. Disponível: . Acesso em: 22 nov. 2016.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.