Os desafios da profissionalização docente: identidade, saberes e práticas na Educação Básica

Márcio Ananias Ferreira Vilela, Maria da Penha da Silva

Resumo


Abordaremos nesse texto o processo de profissionalização docente em diálogo com a exigência de uma formação profissional específica e as implicações dessa formação para sua identidade pessoal e profissional em relação com o ensino. A discussão ocorrerá a partir dos conceitos de profissionalização, identidade e saberes docentes. O processo de profissionalização docente como o de qualquer outro grupo profissional, quando analisado, deve ser considerado os seus diferentes contextos e etapas distintas ou simultâneas, no sentido de compreender as suas práticas profissionais como a expressão das subjetividades do processo de constituição de sua identidade e do seu saber profissional e como isso se expressa nas diferentes estratégias de ensino.


Texto completo:

80-93

Referências


APPLE, Michael W; BURAS, Kristen L. Respondendo ao conhecimento oficial. In: APPLE. Michael W; BURAS, Kristen L. (Orgs.). Currículo, poder e lutas educacionais: com a palavra, os subalternos. Porto Alegre, Artmed, 2008, p.273-285.

ARROYO, Miguel González. Currículo, território em disputa. Petrópolis, Vozes, 2011.

_________. Outros sujeitos, outras pedagogias. Petrópolis, Vozes, 2012.

_________. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. 14ª ed. Petrópolis, Vozes, 2013.

CABRERA, Blas; JAÉN, M. Jiménez. Quem são e que fazem os docentes? Sobre o conhecimento sociológico do professorado. In: Teoria e Educação, Porto Alegre, n. 4, 1991, p. 191-214.

DINIZ, Marli. Os donos do saber: profissões e monopólios profissionais. Rio de Janeiro, Revan, 2001.

DUBAR, Claude. A crise das identidades: a interpretação de uma mutação. São Paulo, Edusp, 2009.

__________. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Porto/Pt, Porto,1997.

__________. A construção de si pela atividade de trabalho: a socialização profissional. In: Caderno de Pesquisa. v.42, n.146, p.351-367, maio/ago. 2012.

FREIDSON, Eliot. Renascimento do profissionalismo: teoria, profecia e política. São Paulo, Edusp, 1998.

LINS, Carla P. Acioli. “Professor não dá aula, professor desenvolve aula”: mudanças nas atividades docentes e o processo de profissionalização. O caso de professores de Ensino Médio. Recife, UFPE, 2011. (Tese de Doutorado em Sociologia).

LÜDKE, Menga. Políticas atuais de formação de professores e a profissionalização do magistério. In: MOREIRA, A. F. Barbosa; PACHECO, J. Augusto; GARCIA, R. Leite. (Orgs.). Currículo: pensar, sentir e diferir. Rio de Janeiro, DP&A, 2004, p. 179-202.

NÓVOA, António. Para o estudo sócio-histórico da gênese e desenvolvimento da profissão docente. In: Teoria e Educação, Porto Alegre, n. 4, 1991, p. 109-139.

_________. O passado e o presente dos professores. In: NÓVOA, António. (Org.). Profissão professor. 2ª ed. Porto, 1999, p. 13-34.

_________. Currículo e docência: a pessoa, a partilha, a prudência. In: GONÇAVES. Elisa Pereira. et. al. Currículo e contemporaneidade: questões emergentes. 2ª ed. Campinas, Alínea, 2011, p. 18-29.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Criação curricular, autoformação e formação continuada no cotidiano escolar. In: FERRAÇO, Carlo Eduardo. Cotidiano escolar, formação de professores(as) e currículo. 2ª ed. São Paulo, Cortez, 2008, p. 43-67.

PACHECO, J. Augusto. Currículo: teoria e práxis. 3ª ed. Porto, 2001.

SACRISTÁN, J. Gimeno. In: NÓVOA, António. (Orgs.). Profissão professor. 2ª ed. Porto, 1999, p. 63-92.

_________. Currículo: uma reflexão sobre a prática. 3ª ed. Porto Alegre, Artmed, 2000.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. Currículo escolar e justiça social: o cavalo de troia da Educação. Porto Alegre, Penso, 2013.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 7ª ed. Petrópolis, Vozes, 2000.

WEBER, Silke. Profissionalização docente e políticas públicas no Brasil. In: Educação e Sociedade. Campinas, v. 24. n. 85, p.1125-1154, dez. 2003.

_________. Formação docente e projeto de sociedade. In: Revista brasileira de política e administração da educação. v. 23, n. 2, p. 181-198, mai./ago. 2007.

WILENSKY, H. The professionalization of everyone. American Journal of Sociology, Chicago, v.70, p. 163-169, 1964.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica - ISSN: 2447-6943

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335