Reconstruções em interações na linguagem: aprendizagens pela pesquisa em de EAD

Roque Moraes

Resumo


Uma educação e formação a distância de qualidade implica um entendimento de aprender construído no coletivo, que envolva ativamente os participantes - professores, tutores e alunos - em reconstruções pela linguagem e pela pesquisa a partir do conhecido, com emergência de autores coletivos nos contextos em que o trabalho é realizado.

Para defender este argumento parte-se no texto primeiramente da ideia de que aprender é movimentar-se em discursos a partir do conhecido. A seguir argumenta-se que aprender requer pesquisar. Esta ação de pesquisa implica que os participantes se constituam um coletivo. Assim aprender e ensinar passam a ser ações coletivas que se dão em espaços virtuais. Nisso professores, tutores e alunos se constituem autores coletivos de sua formação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v2i3.2179

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br