Concepções de ensino de matemática e estratégias docentes: uma reflexão a partir do discurso de estudantes da EJA

Cibelle Lana Fórneas Lima, Maria da Conceição Ferreira Reis Fonseca

Resumo


Neste artigo, analisamos práticas discursivas de estudantes da Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EJA) em interações de sala de aula de matemática, para subsidiar nossa reflexão sobre o ensino e a aprendizagem de matemática e sobre as relações pedagógicas que os conformam e viabilizam. Focalizamos as posições discursivas, assumidas por estudantes e docentes da EJA, em relação a concepções de matemática e de seu ensino na escola e às estratégias pedagógicas adotadas nesse ensino. Modificações no ensino da Matemática, sentidas e narradas por esses estudantes da EJA nos mostram a constituição da docência e sua transformação a partir das relações pedagógicas estabelecidas dentro do ambiente escolar. Nossa análise aponta para a complexidade das emoções, dos conhecimentos, dos julgamentos ou dos prognósticos envolvidos nos acontecimentos da sala de aula, que parametrizam a ação docente e instituem tais estudantes e docentes como sujeitos de aprendizagem, nas práticas escolares e nos modos como essas práticas vão sendo constituídas, desencadeadas ou reprimidas, e narradas por esses sujeitos.


Palavras-chave


Educação de Pessoas Jovens e Adultas; Docência em Matemática; Matemática Escolar; Estratégias Didáticas; Práticas discursivas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v9i2.237687

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br