AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE GEOGRAFIA NA NA CIDADE DE BUENOS AIRES - ARGENTINA

Clézio dos Santos

Resumo


O contexto da atual reforma curricular que propõe a Nueva Escuela Secundaria (NES)  da Cidade de Buenos Aires, o professor se converte num sujeito central do processo educativo, um profissional reflexvo que toma decisões sobre os conteúdos e valores a transmitir para suas classes problematizem e debatam temas atuais. O objetivo prinicpal da pesquisa é entender as práticas pedagógica dos professores de geografia da educação secundária pública na cidade de Buenos Aires a luz do novo diseño curricular, por meio de indagações aos formadores de docente (inicial e contínua) e aos docentes da escola secundária frente aos desafios da formação cidadã na escola. A pesquisa segue a metodologia qualitativa, presa a leitura de autores latinoamericanos que estudam problemas do ensino de geografia, entrevistas a especialistas e questionários aos professores de escolas secundárias, para a triangulação da informação e obter um diagnótico preliminar.


Palavras-chave


Ensino de Geografia; Prática docente; currículo; Escola Secundária; Cidade de Buenos Aires

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51539/2594-9616.2018.240438



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.