A CONTRIBUIÇÃO DA GEOGRAFIA NA PERSPECTIVA DO TRABALHO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO

Luana Caroline Kunast Polon

Resumo


Nos documentos oficiais da Educação brasileira, principalmente após a publicação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB 9394/96), o conceito de trabalho vem sendo apresentado como princípio educativo juntamente com o conceito de pesquisa como princípio pedagógico. Estes conceitos são também reforçados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) publicadas no ano de 2013. Nota-se, portanto, uma necessidade de compreensão dos conceitos relativos ao trabalho, bem como as formas pelas quais as várias áreas do conhecimento contribuem para efetivar essas concepções. O objetivo do presente artigo é apresentar a Geografia como componente curricular cujos conteúdos são uma fonte de análise sobre as formas pelas quais conceber o trabalho como princípio educativo. A produção do espaço geográfico por meio do trabalho é o eixo norteador da discussão. A fundamentação teórico-metodológica tem como base referenciais bibliográficos que abordam o conceito de trabalho, outros que relacionam os conteúdos da Geografia com a produção do espaço geográfico, bem como as concepções de trabalho e pesquisa contidas nos documentos oficiais da Educação brasileira. A partir das discussões efetuadas, pôde-se perceber que a Geografia, como ciência que estuda as relações entre a sociedade e a natureza, com vistas ao entendimento crítico de que o trabalho modifica o meio, é uma das áreas do conhecimento que contribui no sentido de construir uma concepção de trabalho como princípio educativo. As perspectivas apontadas direcionam para uma superação da visão alienada de trabalho, e a expansão de um conceito de trabalho como elemento formativo, de cunho educativo.


Palavras-chave


Educação; Trabalho; Geografia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51539/2594-9616.2018.240449



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.