ENCENAÇÕES DAS POSSIBILIDADES: teatro, imaginário e isolamento

Talles Colatino

Resumo


O texto reflete sobre as experiências virtuais desenvolvidas por grupos e artistas cênicos brasileiros durante a pandemia da Covid-19. Trabalhos de grupos como Armazém, Galpão e Magiluth são analisados a partir de suas poéticas, que se relacionam com o imaginário da casa e da intimidade, em face aos recursos tecnológicos e midiáticos. As obras também levantam discussão sobre a presença, fator crucial na arte da cena, e como esse elemento precisou se reconfigurar diante das impossibilidades do convívio presencial durante a pandemia.


Palavras-chave


Poéticas contemporâneas; Teatro; Imaginário; Tecnologia; Intimidade

Texto completo:

PDF

Referências


BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores


Estudos Universitários: revista de cultura

Coordenação de Gestão Editorial e Impacto Social

Pró-Reitoria de Extensão e Cultura

Universidade Federal de Pernambuco

ISSN Edição Digital 2675-7354 - ISSN Edição Impressa 0425-4082

https://www.ufpe.br/proexc - estudosuniversitarios@ufpe.br

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.