Simulação em Ambiente Virtual e Percepção Ambiental: Projeto Participativo de uma Sala de Aula do Ensino Fundamental

Christianne Soares Falcão, Jéssica Carvalho Bento

Resumo


Ao compreender a importância do ambiente da sala de aula como facilitador da aprendizagem intelectual e a formação de valores do indivíduo, a elaboração de um projeto participativo, no qual o usuário possa propor ideias, se torna essencial para um planejamento mais adequado. Este artigo propõe a simulação em ambiente virtual como ferramenta para análise da percepção de um grupo de crianças sobre o projeto de uma sala de aula. Por meio do uso da técnica de Seleção Visual e produção de mapas mentais, foram gerados resultados para o processo de planejamento de uma sala de aula próxima ao que foi eluciado pelas crianças. Os resultados comprovaram a viabilidade das técnicas propostas na investigação e representação de soluções de projeto pelo arquiteto. 


Palavras-chave


Seleção Visual; Mapa cognitivo; Arquitetura Escolar

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Gislaine Aparecida Rolim. Ambientes escolar: espaço de

aprendizagem significativa para todos docentes e alunos numa

perspectiva interativa. Monografia. 56 fls. Universidade de Brasília. Brasília,

DF, 2011.

GOMES, Larissa; FELIPE, Mariana; FALCÃO, Christianne. Avaliação Pósocupação e Projeto Participativo: Estudo de Casos de uma Cozinha Residencial

Unifamiliar. Anais do V Simpósio Brasileiro de Qualidade do Projeto no

Ambiente Construído. SBQP. João Pessoa, 2017.

KOWALTOWSKI, D. C. C. K. Humanization in Architecture: analysis of

themes through high school building problems. Tese (Doutorado em

Arquitetura) – College of Environmental Design, University of California

Berkeley, 1980.

MAGALHÃES, Rita de Cássia Barbosa Paiva; RUIZ, Erasmo Miessa. Estigma e

currículo oculto. Rev. bras. educ. espec., Marília, v. 17, n. spe1, p. 125-

, Aug. 2011.

MONTEIRO, Jéssica de Sousa; SILVA, Diego Pereira da. A influência da

estrutura escolar no processo de ensino-aprendizagem: uma análise baseada

nas experiências do estágio supervisionado em Geografia. Geografia Ensino

& Pesquisa, v. 19, n.3 , set./dez. 2015.

MONTOYA, L. H. (1997). Comprender el Espacio Educativo. Málaga,

Espanha: Aljibe.

RAPOPORT, A. Culture, Architecture and Design. Illinois: Locke Science

Publishing Company, Inc., 2005.

RHEINGANTZ, Paulo; AZEVEDO, Giselle; BRASILEIRO, Alice; ALCANTARA,

Denise; QUEIROZ, Mônica. Observando a Qualidade do Lugar:

procedimentos para a avaliação pós-ocupação. Rio de Janeiro:

PróArq/FAU/UFRJ. 2009.

ROSAI, Eloisa Helena da; GALERA, Joscejy Bassetto. A gestão do espaço físico

escolar: um desafio social, 2008. Dispónível em :

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1699-

pdf>Acesso em 12 de fevereiro de 2018.

SANOFF, Henry. School Design. New York: John Wiley & Sons, INC., 1994.

SANOFF, Henry. Visual Research Methods in Design. New York: Van

Nostrand Reinhold, 1991.

SILVA, Carlos Alberto Pereira. Ambiente escolar: o currículo oculto

maltratado, 2016. Disponível em :

http://www.uesb.br/labtece/artigos/Ambiente%20escolar%20-

%20o%20curr%C3%ADculo%20oculto%20maltratado.pdf >Acesso em 12 de

fevereiro de 2018.REVISTA GEOMETRIA GRÁFICA, Ano 2018, Vol. 2, n.1. ISSN 2595 – 0797 77

SOARES, Sergei; RAZO, Renata; FARIÑAS, Mayte. Perfil estatístico da educação

rural: origem socioeconômica desfavorecida, insumos escolares deficientes e

resultados inaceitáveis. In: BOF, Alvana Maria (Org.). A educação no Brasil

rural. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Teixeira, 2006. p. 47-68.

VASCONCELOS, Christianne Falcão; VILLAROUCO, Vilma; SOARES, Marcelo.

Contribuição da psicologia ambiental na análise ergonômica do ambiente

construído. Ação Ergonômica, vol. 3, número 2, 2008.

VASCONCELOS, Christianne S. Falcão. A Usabilidade e as tecnologias

emergentes no desenvolvimento de produtos de consumo: uma

abordagem em ambientes virtuais e neurociência. Tese (Doutorado) –

Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Artes e Comunicação. Design,

VASCONCELOS, Christianne S. Falcão. Novas tecnologias na educação para o

design de produtos e sistemas inteligentes. Anais do XIII Congresso

Internacional de Tecnologia na Educacao, Recife, 2016.

VIÑAO-FRAGO, A., ESCOLANO, A., Currículo, espaço e subjetividade: a

arquitetura como programa. Rio de Janeiro: DP&A. Tradução de Alfredo

Veiga-Neto, 1998


Apontamentos

  • Não há apontamentos.