O DESENHO COMO PRÁTICA DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA: DA PERCEPÇÃO AO DESENHO REGISTRO

Poliana Sobral, Priscila Lopes, Gláucia Trinchão

Resumo


Este estudo é fruto de uma investigação no campo interdisciplinar entre as
Ciências Naturais, Botânica, e o Desenho conhecimento, representação e técnica.
Analisa o caminho perseguido pelo ilustrador botânico entre a percepção e a
produção de uma ilustração científica, abordando aspectos filosóficos e gráficos.
Através da adoção de um olhar fenomenológico acerca da percepção e da
contribuição de alguns autores quanto às ideias de Desenho e de Ilustração
Científica, pôde-se entender este tipo de ilustração como um instrumento
possibilitador de um discurso científico sobre a natureza, a medida que nasce da
percepção do naturalista ou botânico traduzida em elementos gráficos, e não como uma mera representação da realidade, mas como um produto e instrumento de pesquisa.


Palavras-chave


Ilustração Científica, Percepção, Desenho, Registro

Texto completo:

PDF

Referências


ARBACH, Jorge. O discurso da ilustração. A3: Revista de Jornalismo Científico e Cultural da Universidade de Juiz de Fora, Juiz de Fora, v. 01, p.46-47, out. 2011. Semestral. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2017.

ARAÚJO et al. Aplicações da ilustração científica em Ciências Biológicas.

Campus Rio Claro – Instituto de Biociências – Ciências Biológicas. 2010

ARASSE, Daniel. Arte e Ciência: funções do desenho em Leonardo da

Vinci. In: Imagem e Conhecimento. FABRIS, Annatereza; KERN, Maria Lúcia Bastos (org.). São Paulo: USPE. São Paulo, 2006, p.55-73.

CARDOSO, Domingos Benicio Oliveira Silva. Taxonomia da tribo Sophoreae (Leguminosae, Papilionoideae) na Bahia, Brasil. Dissertação apresentada ao PPGBot - UEFS, 2008.

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 2000.

WONG, Wulcius. Princípios de Forma e Desenho. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2001.

CORREIA, Fernando. A ilustração científica: “santuário” onde a arte e a ciência comungam. Visualidades, Goiânia v.9 n.2 p. 221-239, jul-dez 2011.

EDWARDS, Betty. Desenhando com o lado direito de cérebro / Betty

Edwards ; [Trad] Roberto Raposo, Rio de Janeiro : Tecnoprint, 1979.

FORD, BRIAN J. Images of science. A history of scientific illustration.

Londres, The British Library, 1992.

GOMES, Luiz Vidal Negreiros. Desenhismo. 2a ed. Santa Maria: ed. da

Universidade Federal de Santa Maria, 1996.

ISODA, Gil Tokio de Tani. Sobre desenho : estudo teórico-visual / São

Paulo, 2013.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

MATURANA, Humberto & VARELLA, Francisco. A árvore do conhecimento, as bases biológicas do entendimento humano, Editorial . Psy II, São Paulo,1995.

OLIVERA, Lysie dos Reis & TRINCHÃO, Gláucia Maria Costa. A história

contada a partir do desenho. In: SANTOS, Robérico Celso Gomes dos & Edson Dias. Anais do Graphica 98. Feira de Santana: UEFS/ABPGDDT,1998.

PONTUSCHKA, Nídia Nacib. Interdisciplinaridade: aproximações e

fazeres. Terra Livre: as transformações no mundo da educação, São Paulo, n. 14, 100-124, jan-jul 1999.

RAMOS, Menandro. Desenho: um ensaio de abordagem. In: FACED –

Faculdade de Educação da UFBA. Retirado de:

http://www.faced.ufba.br/~menandro/textos_mr.htm> Acesso em: 23 jun. 2015.

RAWSON, Philip. Drawing: The Appreciation of the Arts. London: Oxford University Press, 1969


Apontamentos

  • Não há apontamentos.