Tecnologias de Visualização Espacial e Aplicabilidade no Ensino do Desenho Técnico: possibilidades de otimização do aprendizado nos cursos de design do produto

Bárbara de Paula, Carlos Miranda

Resumo


O desafio que se apresenta ao ensino de Desenho Técnico, é um cenário mundial que demanda uso intensivo da ciência e tecnologia e que exige profissionais altamente qualificados. O próprio conceito de qualificação profissional vem se alterando, com a presença cada vez maior de componentes associadas às capacidades de coordenar informações, interagir com pessoas e interpretar de maneira dinâmica a realidade. As Instituições de Ensino no Brasil têm procurado, através de reformas periódicas em seus planos de ensino e conteúdos programáticos, equacionar estes problemas e solucioná-los de maneira adequada, inserindo estes conteúdos gradativamente em suas grades. Neste trabalho, descrevemos a importância do desenho técnico para o profissional de design, descrevendo as aptidões e habilidades necessárias para o desenvolvimento desta atividade, que faz parte do processo projetual, bem como descrevemos sucintamente os principais processos de visualização aplicáveis. Estes disponibilizados a partir da oferta de tecnologia proveniente de diversos meios, dentre os quais, citamos os principais que vêm sendo investigados. Concluímos, ressaltando a importância do desenvolvimento de pesquisas que norteiem processos de seleção e avaliação da aplicabilidade destas novas tecnologias.

Palavras-chave


Design de produtos, desenho técnico, ensino, novas tecnologias de visualização tridimensional.

Texto completo:

PDF

Referências


ADÁNEZ, Gerardo Prieto; VELASCO, Angela Dias. Construção de um teste de visualização a partir da psicologia cognitiva. Avaliação Psicologica, v. 1, n. 1, p. 39-47, 2002.

ASCHER, E. A. Mental Rotations in Artists and Non-Artists. In: Journal of the Sciences, 2000.

CAISSIE, André F.; VIGNEAU, François; BORS, Douglas A. What does the Mental Rotation Test measure? An analysis of item difficulty and item characteristics. Open Psychology Journal, v. 2, n. 1, p. 94-102, 2009.

CHOI, J. Sex Differences in Spatial Abilities in Humans: Two Levels of Explanation. In: VOKEY, J. R.; ALLEN, S. W. Psychological Sketches, Department of Psychology and Neuroscience, University of Lethbridge, 5ª ed., 2001.

CÔRTES, L. M.; BENATTI, L. P.; PAULA, B. A., TECNOLOGIAS DE PROTOTIPAGEM APLICADAS AO ENSINO: O PROCESSO DO DESIGN NO SUPORTE À APRENDIZAGEM, CINAHPA | 2017 – Congresso Internacional de

Ambientes Hipermídia para Aprendizagem, Blucher Design Proceedings,

Volume 3, 2017, Pages 222-233, ISSN 2318-6968,

http://dx.doi.org/10.1016/16ergodesign-0025

GITTLER, G. & GLÜCK, J. Differential Transfer of Learning: Effects of Instruction in Descriptive Geometry on Spatial Test Performance. In: Journal of Geometry and Graphics, v. 2, nº 1, pp. 71-84, 1998.

GORSKA, R. A. & JUSCAKOVA, Z. A Pilot Study of a New Testing Method for Spatial Abilities Evaluation. In: Journal for Geometry and Graphics, v. 7, nº 2, pp. 237-246, 2003.

GUAY, R. B. Purdue Spatial Visualization Test: Rotations. West Lafayette: Purdue Research Foundation, 1977.

KAUFMANN, H & SCHMALSTIEG, D. Mathematics and Geometry Education with Collaborative Augmented Reality. In: Computers & Graphics, v. 27, pp. 339- 345, 2003.

LEHMANN, W. Group Differences in Mental Rotation. Institut fur Psychologie, Otto-von-Guericke-Universitat Magdeburg, 2000.

MAFALDA, R.; KAWANO, A. Aplicações de Comando Numérico na Disciplina Desenho para Engenharia. Boletim Técnico PCC/EPUSP, 2000.

MAIER, P. H. Räumliches Vorstellungsvermögen. Lang, Frankfurt a.M., Berlim, Bern, New York, Paris, Wien 1994.

MARTÍNEZ, Alfonso. Ensayo sobre el proyecto. Buenos Aires: Editorial CP67, 1990.

MONTENEGRO, G. Habilidades Espaciais: exercícios para o despertar de idéias. Santa Maria: sCHDs, 2003.

MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Edgard Blücher, 2010.

BERGAMASCHIA, M. & SILVEIRA, I. F. O uso de Realidade Aumentada como apoio ao ensino de Desenho Técnico para o curso de Engenharia: um Estudo de Caso. LACLO 2012 - Séptima Conferencia Latinoamericana de Objetos y Tecnologías de Aprendizaje. Vol 3, No 1, Guayaquil Ecuador, 8-12 de octubre, 2012.

PRATINI, E. & FALEIRO, J. Uma nova metodologia de apoio à visualização no ensino de desenho técnico e geometria descritiva. Libro de Ponencias del 5to Congreso Iberoamericano de Gráfica Digital SIGRADI-2001. Experiências pedagógicas, p.201–203. Ediciones Universidad del Bío-Bío, 2001, 500 pp.

PUPO, Regiane Trevisan. Ensino da prototipagem rápida e fabricação digital para arquitetura e construção no Brasil: definições e estado da arte. Campinas: UNICAMP, 2008.

QUAISER-POHL, C. The Mental Cutting Test “Schnitte” and The Picture Rotation Test – Two New Measures to Assess Spatial Ability. In: International Journal of Testing, v. 3, nº 3, pp.219-231, 2003.

RIZZO, A. A. et al. Virtual Reality Applications for the Assessment and Rehabilitation of Attention and Visuospatial Cognitive Processes: an update. In: Proceedings of the third international conference on disability, virtual reality and associated technologies, Alghero, Italy, pp. 197-207, 2000.

SANTOS, E. T. Novas tecnologias no ensino de desenho e geometria. Anais do I Encontro Regional do Vale do Paraíba de Profissionais do Ensino da Área de Expressão Gráfica, p. 71-81, out. 2000, Lorena, SP.

SEABRA, R. D & SANTOS, E. T. Proposta de desenvolvimento da habilidade de visualização espacial através de sistemas estereocópicos. Actas del EGRAFIA - 4° Congreso Nacional y 1ro. Internacional Rosario, Argentina – 6 a 8 de octubre de 2004.

SFORNI, M. S. F. Aprendizagem Conceitual e Organização do Ensino: Contribuições da Teoria da Atividade. Araraquara: JM Editora, 2004.

SHELTON, A. L.; McNAMARA, T. P. Systems of Spatial Referente in Human Memory. In: Cognitive Psychology, v. 43, pp. 274-310, 2001.

SHEPARD, R. N. & METZLER, J. M. Mental Rotation of Three-Dimensional Objects. In: Science, v. 171, nº 3972, pp. 701-703, 1971.

SILVEIRA, I. F. & ARAÚJO JR., C. F. Tecnologia da Informação e Educação: Pesquisas e Aplicações. São Paulo: Andross, 2006.

STRONG, S. & SMITH, R. Spatial Visualization: Fundamentals and Trends in Engineering Graphics. In: Journal of Industrial Technology, v. 18, nº 1, 2001.

THRE3D - 3D Printing, Simplified., 2014. Disponivel em:. Acessado em 04/05/2016.

TSUTSUMI, E. A. Mental Cutting Test on Female Students Using a Stereographic System. In: Journal for Geometry and Graphics, v. 3, nº 1, pp. 111-119, 1999.

TSUTSUMI, Emiko. A Mental Cutting Test using drawings of intersections. Journal for Geometry and Graphics, v. 8, n. 1, p. 117-126, 2004.

VANDENBERG, S. G. & KUSE, A. R. Mental Rotations, a Group Test of ThreeDimensional Spatial Visualization. In: Perceptual and Motors Skills, v. 47, pp.599- 604, 1978.

VELASCO, A. D. & KAWANO, A. Avaliação da Aptidão Espacial em Estudantes de Engenharia como Instrumento de Diagnóstico do Desempenho em Desenho Técnico. São Paulo: Departamento de Engenharia de Construção Civil, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.