Design sem desenho: a importância relativa do desenho em processos de design

Airton Cattani, Mariana de Oliveira do Couto e Silva

Resumo


O desenho é uma ferramenta de representação hegemônica no design,
cumprindo um papel fundamental nos processos de projeto, na comunicação e
na fabricação de bens de consumo. No entanto, alguns processos de projeto e
fabricação podem eventualmente relativizar a importância do desenho como
instância de antecipação, tendo em vista as peculiaridades do processo criativo
ou produtivo adotado por designers ou fabricantes. Por meio de estudos de caso,
este artigo aborda algumas situações em que o desenho não exerce um papel
protagonista no processo de projeto ou produção em design. Para tanto, foram
elencadas quatro áreas do design e, por meio de análises de casos específicos,
buscou-se investigar o uso do desenho como ferramenta de importância relativa
em alguns processos criativos/ produtivos. Os resultados indicam que, em que
pese a importância do desenho em processos de projeto e produção em design,
eventualmente este papel pode ser relativizado em função das peculiaridades das
áreas e dos processos adotados


Palavras-chave


desenho de design, design autoral, processos criativos

Texto completo:

PDF

Referências


AZDECOR. I de irmãos Campana. Disponível em

www.azdecor.com.br/2014/09/i-de-irmaos-campana/ Acesso em 15 mar.

BÜRDEK, Bernhard. História, Teoria e Prática do Design de Produto. São

Paulo: Ed. Edgard Blücher, 2006.

Campana Brothers. Complete works (so far). New York: Rizzoli

International Publications, 2010.

CARVALHO, Marina Freitas de. Entrevista ao autor. Porto Alegre, 30 mar.

20’

CATTANI, Airton. Aspectos históricos do desenho de design. In: OLIVEIRA,

Geisa Gaiger de; NÚÑEZ, Gustavo Javier Zani. Design em Pesquisa - Volume 3.

Porto Alegre: Marca Visual, 2020, p. 601-615.

CATTANI, Airton; LEENHARDT, Jacques. Taxonomia da representação em

design. In: Revista Educação Gráfica, v. 21, p. 270-282, 2017.

DARRIN, Alfred. Displaced Materials. In: Campana Brothers. Complete works

(so far). New York: Rizzoli International Publications, 2010. p. 128-142.

DONDIS, Dondis. Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

FERRO, Sérgio. O canteiro e o desenho. São Paulo: Projeto, 1982.

FRUTIGER, Adrian. Sinais e símbolos – desenho, projeto e significado. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

IMBROISI, Renato; KUBRUSLY, Maria Emilia. Desenho de fibra: artesanato

têxtil no Brasil. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2011.

IMBROISI, Renato. Entrevista ao autor. Porto Alegre, 08 abr. 2020. 22 50”

JUNGMANN, Jean-Paul. L’image en achitecture: de la représentation et de

son empreinte utopique. Paris: Éditions de la Villette, 1996.

MARGOLIN, Victor. The Designer as Producer. Disponível em:

https://readings.design/PDF/designer_as_producer.pdf. Acesso em 08 jul.

MIDAL, Alexandra. Design. Introduction à l’histoire d’une discipline. Paris:

Agora, 2009.

MUNARI, Bruno. Design as art [Arte comme mestieri]. Middlesex: Penguin

Books, 1971.

RODRIGUES, Maria Regina. Cerâmica. Vitória: UFES, 2011.

SAINT-AUBIN, Jean-Paul. Une histoire du relevé. In: SAKAROVITCH, Joël.

Mesures et grands chantiers. 4000 ans d’histoire. Paris: Ordre des

Géometres-Experts, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.