Política de Formação de Professores: responsabilidades dos programas de pós-graduação em Administração

Manolita Correia Lima, Danilo Martins Torini, Ivor Prolo, Claudia Cristiane dos Santos

Resumo


A política de formação de professores universitários no país pode estar refletida na atuação prioritária dos Programas de Pós-Graduação (PPG), em especial os cursos de formação de administradores. Neste aspecto, este artigo tem por objetivo compreender a política de formação de professores nos cursos de pós-graduação – foco na administração. Essa investigação assume características qualitativo-interpretativas e se fundamenta em materiais resultantes de um levantamento documental. Entre os principais resultados, questiona-se o diálogo entre pesquisa e ensino e a oferta de disciplinas voltadas para a formação didática e pedagógica de mestrandos e doutorandos. Entre as principais conclusões, é possível afirmar que a política norteadora de formação do professor universitário no Brasil, em especial nos cursos de administração, fortalece o processo de (des)profissionalização docente.

Palavras-chave: formação de professores; educação superior; programas de pós-graduação em administração; didática; estágio de docência.

DOI: dx.doi.org/10.21714/1679-18272019v17Ed.p32-45


Texto completo:

PDF 32-45

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




..................................................................................................................................................................................................................................................................................