CAPITAL SIMBÓLICO E CONSUMO: UM ESTUDO SOBRE O POSICIONAMENTO MERCADOLÓGICO DE LOJAS DE ALTO PRESTÍGIO NA RIO DE JANEIRO

Marcelo Milano Falcão Vieira, Luiz Henrique Lemos

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar até que ponto pode-se considerar o padrão de
localização das lojas de alto prestígio, sob o enfoque de manifestação do habitus do grupo detentor
do capital simbólico, como sendo uma pré-condição para alcançar seus objetivos de
posicionamento mercadológico. Acredita-se que este fator torna-se ainda mais crítico na região
metropolitana do Rio de Janeiro, em função do legado histórico-cultural desse espaço urbano. O
trabalho tem sua sustentação teórica nos conceitos de gramática simbólica, capital simbólico,
hermenêutica do espaço, semiótica da marca e, por fim, no conceito de produtos de alto prestígio.
Trata-se de um estudo exploratório com corte seccional, onde os dados primários foram coletados
por meio do método de entrevistas em profundidade, possibilitando a identificação dos sentimentos
e percepções de lojistas e consumidores claramente envolvidos no mercado de consumo de alto
prestígio. Os dados obtidos foram organizados e analisados de forma descritivo-interpretativa. A
análise dos dados demonstra que as lojas de alto prestígio seguem os códigos e referências
espaciais estabelecidos consciente ou inconscientemente pelos grupos detentores do capital
simbólico na área que compõe a região metropolitana do Rio de Janeiro. As que não o fazem,
portanto, estarão incorrendo no risco de terem o posicionamento mercadológico das suas marcas
afetado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................