De camelô a empreendedor? O impacto da mudança espacial na identidade dos ambulantes

Alexandre de Pádua Carrieri, Carolina Machado Saraiva de Albuquerque, Ivana Benevides Dutra Murta, Mariana Mayumi Pereira de Souza

Resumo


Este artigo se propõe a estudar a identidade dos comerciantes ambulantes de Belo Horizonte,
Minas Gerais, durante o processo de transferência destes, da rua para os Shoppings Populares. O
estudo envolveu a análise dos discursos da mídia impressa e dos próprios ambulantes. Dessa
forma, foi possível apreender as mudanças nas narrativas sobre a identidade do trabalho dos
camelôs, vista através de dois diferentes pontos de vista: dos que estão de fora do processo de
mudança espacial e dos que dele participaram e sofreram suas conseqüências. Para se atingir os
objetivos propostos pela pesquisa, investigou-se as categorias de identidade social, de espaço e de
território. Ao final do estudo, o que se observou foi uma ruptura na identidade dos ambulantes,
tendo em vista que um importante pilar lhes foi retirado: o trabalho informal nas ruas. Todavia, a nova identidade ainda está em fase de construção, através das variadas narrativas que a
constituem. A identidade é entendida como fluida e em constante mudança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................