Análise da Gestão de Serviços Globalmente Integrada sob a Ótica das Metáforas

Daniel Scumparim, Valéria Rueda Elias Spers, Mário Sacomano Neto

Resumo


Este artigo analisa a Gestão de Serviços Globalmente Integrada - GSGI sob a ótica das metáforas
apresentadas por Gareth Morgan. A GSGI compreende um modelo de gestão de serviços
internacional, composto por características específicas que o diferencial da multinacional clássica e
as transnacionais. Foi analisada a evolução dos modelos de administração internacional de serviços
e explorada a sua correlação com os diversos contextos das escolas de administração em profunda
análise bibliográfica. Sendo a GSGI um modelo de gestão altamente rentável, uma vez que extrai
os melhores recursos disponíveis das subsidiárias em cada país, apoiada pela abertura de mercado
e flexibilidade de operações, gerando um alto aproveitamento dos recursos, controle e poder de ação da matriz e independência das subsidiárias de  forma conjugada, o seu estudo é de grande
importância para a comunidade acadêmica e administradores, no sentido de consolidar
conhecimentos em uma área relativamente pouco explorada, relacionada a gestão internacional de
serviços, operada através das redes globais de subsidiárias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................