SEQÜESTRO EMOCIONAL: APROPRIANDO TRABALHO, FORMANDO IDENTIDADE E DEFININDO PODER NAS ORGANIZAÇÕES

Francisco Giovanni David Vieira, Hilka Pelizza Vier Machado, Rosemeri Schneider de Oliveira

Resumo


Este artigo tem o intuito de introduzir o conceito de seqüestro emocional na literatura de estudos
organizacionais. Trata-se de um conceito cuja formulação e teorização inicial ocorreram em função
de observações e resultados oriundos de pesquisa empírica, de caráter qualitativo, realizada
através de pesquisa de campo junto a uma organização brasileira de grande porte que utiliza
trabalho voluntário. A observação da dinâmica em torno do trabalho voluntário gerou a constatação
de que o mesmo ocorre em meio a um seqüestro emocional que se caracteriza como um processo
de apropriação do trabalho, formação de identidade e definição de poder nas organizações. O
artigo apresenta, portanto, o significado do conceito de seqüestro emocional, a que ele se aplica e
o que ele envolve, como ele se relaciona às organizações e aos estudos organizacionais, bem como
a contribuição que se espera fazer para a literatura através da sua introdução.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................