Futebol e governança: Estudo em clubes da cidade de Pelotas/RS

Régis Michels Nazi, Nério Amboni

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a relação entre a adesão de práticas de governança corporativa e o desempenho esportivo de clubes profissionais de futebol, neste estudo: Grêmio Esportivo Brasil (GE Brasil) e Esporte Clube Pelotas (EC Pelotas), no período entre 2012 e 2016. A metodologia empregada foi a do estudo multicascos, qualitativa e abordagem exploratória. Os dados foram coletados em entrevistas com dirigentes e de documentos oficiais das agremiações, a partir de um arquétipo baseado em estudos brasileiros sobre governança e clubes de futebol com as seguintes dimensões: estrutura de governança, transparência, accountability, retorno social e práticas gerenciais, além de, serem submetidos a análise de conteúdo e posterior triangulação dos achados. Após a coleta das informações, percebeu-se que a continuidade da gestão do GE Brasil rendeu bons resultados, enquanto que no EC Pelotas, os problemas gerenciais refletiram negativamente no desempenho. Observou-se influências das dimensões estrutura de governança e práticas gerenciais sobre a performance esportiva, em consonância aos achados de estudos anteriores.


Palavras-chave


Clubes de Futebol; Futebol; Gestão Esportiva; Governança Corporativa.

Texto completo:

PDF 153-168


DOI: https://doi.org/10.21714/1679-18272019v17n2.p153-168

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




..................................................................................................................................................................................................................................................................................