DICIONÁRIOS ELETRÔNICOS ONLINE: UM ESTUDO DOS APECTOS MULTIMODAIS

Aluizio Lendl

Resumo


Neste artigo, tem-se como objetivo central explorar a composição
verbo-imagética da organização interna da microestrutura de verbetes
eletrônicos online ilustrados. Fundamenta-se nos estudos que relaciona
lexicografia teórica, tecnologias e multimodalidade, na base dos estudos de Pontes (2009), Welker (2008) e Kress e van Leeuwen (2006). Priorizou-se a natureza qualitativa e uma análise de cunho exploratória do Merriam-Webster: visual dictionary online. A amostra do corpus recordado, selecionada para este artigo, contempla o exame de três verbetes retirados do referido dicionário. Os resultados apontam que dicionários visuais eletrônicos online possuem organização interna complexa, capaz de estabelecer relações multimodais sinérgicas e diversas, muito diferente das possibilidades de dicionários impressos.


Palavras-chave


Dicionários eletrônicos; Multimodalidade; Lexicografia eletrônica.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, E. M. V. M. Descrição e avaliação de um quicktionary bilíngue offline

usado na aprendizagem de língua inglesa. Tese de Doutorado (Programa de

Pós-Graduação em Linguística Aplicada) Universidade Estadual do Ceará. 380

f. 2018.

BIDERMAN, M. T. C. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.;

ISQUERDO, A. N. As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia.

Campo Grande: Ed. UFMS, 2001. p. 13-22.

BIDERMAN, M. T. C. A ciência da lexicografia. Alfa 28 (Supl.) p. 01-26. 1984.

HERNÁNDEZ, H. Los dicionários de orientación escolar: contribuición al

estudio de la lexicografia monolíngüe española. Tübingen: Max Niemeyer

Verlag, 1989.

KRESS, G.; van LEEUWEN, T. Reading Images: the grammar of visual design.

ed. London and New York: Routledge, [1996] 2006.

KRESS, G.; ‘Partnerships in research’: multimodality and ethnography. In:

Qualitative Research. London: June, 2011.

KRIEGER, M. G.; FINATTO, M. J. B. Introdução à terminologia: teoria e prática.

São Paulo: Contexto, 2004.

MARTINEZ DE SOUSA, J. Diccionario de Lexicografia práctica. Barcelona:

Bibliograf, 1995.

NASCIMENTO, F. I. Lexicografia e Semiótica Social: uma análise da

representação, da composição visual, e das relações texto-imagem nos

dicionários escalates tipo 2. Tese de Doutorado (Programa de Pós-Graduação

em Linguística Aplicada) Universidade Estadual do Ceará. 396 f. 2018.

PONTES, A. L. Dicionário para uso escolar: o que é, como se lê. Fortaleza: Ed.

UECE, 2009.

SANROMÁN, I. A. A unidade lexicográfica: palavras, colocações, frasemas,

pragmatemas. Braga, 2000. 441 f. Dissertação (Doutoramento em Ciências da

Linguagem) - Linguística Aplicada, Universidade do Minho, Braga, 2000.

STORRER, A. Digitale Wörterbücher als Hypertexte: zur Nutzung des

Hypertextkonzepts in der Lexikographie. In: LEMBERG, I.; SCHRÖDER, B.;

STORRER, A. Chancen und Perspektiven Computerunterstützter

Lexikographie. Tübingen, 2001. p. 87-104.

STORRER, A. & FREESE, K. x. Wörterbücher im Internet. Deutsche Sprache

: 97-154, 1996.

LEHR, A. Zur neuen Lexicographia-Rubrik “Electronic Dictionaries”.

Lexicographica, v. 12, p. 310- 317, 1996.

VAN LEEUWEN, T. Introducing Social Semiotics. London and New York:

Routlegde, 2005.

WELKER, H. A. Panorama geral da lexicografia pedagógica. Brasília:

Thesaurus, 2008.




DOI: https://doi.org/10.12345/htxt.v20i1.247998

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


2007 - 2020 © Hipertextus Revista Digital - ISSN: 1981-6081 - E-mail: hipertextusrevistadigital@gmail.com
Universidade Federal de Pernambuco - Departamento de Letras - Núcleo de Estudos de Hipertexto e Tecnologia Educacional