Os Desafios Culturais da Propaganda na Modernidade: análise crítica dos anúncios publicitários da revista Veja

Rodrigo Stéfani Corrêa

Resumo


Esta pesquisa envolve análises críticas do composto mercadológico que aponta para criação publicitária uma série de questões técnicas, de força internacional, que dentro de uma perspectiva diminutiva do processo criativo afeta negativamente o desenvolvimento de anúncios publicitários para a mídia revista. Parte da construção metodológica desta pesquisa está revestida em análises exploratórias de anúncios que foram recortados da revista Veja entre os anos 2007, 2008 e 2009. A pesquisa exploratório-bibliográfica leva em consideração também, o modelo de discurso mercadológico das empresas que, nas suas estratégias de marketing transferem um caráter global e menos regional de diálogo, de modo que os aspectos da cultura brasileira ficam em segundo plano. Esses procedimentos, ao que tudo indica, reduzem a capacidade de conexão/interatividade com o público, justamente por empregar uma estética de convenção, padronizando as atitudes dos profissionais que conduzem o trabalho criativo na publicidade. 


Palavras-chave


discurso publicitário; cultura; mídia

Texto completo:

PDF

Referências


AL RIES; TROUT, Jack. As 22 leis consagradsa do marketing. Traduzido do original The 22 imutable laws of Marketing/1993 por Barbara Theoto Lambert - Revisão técnica de Francisco Alberto Madia de Souza, 1993

BARTHES, Roland. Rhétorique de l’image, Communications, n. 4, Paris, Le Seuil, 1964

ESCOSTEGUY, Ana Carolina. Os Estudos Culturas e a problemática da recepção: a categoria gênero em debate. Projeto de Pesquisa financiado CNPq/FAPERGS; 2002.

GRACIOSO, Francisco. 50 anos de vida e propagandas brasileiras. Francisco Gracioso, J. Roberto Whitaker Penteado – São Paulo: Mauro Ivan Marketing Editorial Ltda; 2001

HOPINKS, Claude. Scientific advertising. Publicado nos Estados Unidos da América pro Crown Publishers, Inc., Nova Iorque, trad. José Paulo Paes. Original text by Claude Hopinks Copyrighted 1923 by Crown Loard & Thomas, New York City. 5. edição, 1966

HORKHEIMER, M.; ADORNO, T. W., Dialética do Esclarecimento: Fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Lo que la investigación latinoamericana de comunicación debe al Brasil: relato personal de una experiencia intercultural. In LOPES, M. Immacolata V. de (org.). Vinte anos de ciências da comunicação no Brasil. Avaliação e perspectivas. São Paulo. INTERCOM/ Univ. Santa Cecília, 1999.

PEREIRA, Deborah. Propaganda, Religião e Consumo. Comunicação e Cultura: barroco e mestiçagem; José Amalio de Branco Pinheiro, organizador... [et al] Ed Uniderp. Campo Grande/MS, 2006.

RAMOS, Ricardo. Do reclame à comunicação: pequena história da propaganda no Brasil. 3. ed. revista e atualizada. São Paulo: Atual, 1985.

SERPA, Marcelo Helvécio Navarro. Propaganda e Interdisciplinaridade: uma abordagem pela ótica do marketing. Revista Propaganda, ed Referencia-edição digital, setembro de 2007.

VIEIRA, Jorge de Albuquerque. Teoria do Conhecimento e Arte - Formas de Conhecimento: Arte e Ciência uma visão a partir da complexidade. Fortaleza: Expressão Graf. e Editora, 2006.

VIEIRA, Lula. Loucuras de um publicitário. Rio de Janeiro: Objetiva, 1999.

WILLIAMS, Raymond. Publicidade e o sistema mágico. Reseax, Paris, n. 42, 1990. La Publicité.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil