A Construção do Novo Consumidor de Cinema na Era da Convergência

Nathan Nascimento Cirino

Resumo


O cinema atual assume novas configurações enquanto linguagem e plataformas de exibição, mas principalmente constrói um novo consumidor que enxerga ainda mais o filme como elemento de ligação entre sua identidade e a sociedade. Através de uma análise do consumo no século XXI e de características do cinema interativo, aliadas aos conceitos da Cultura da Convergência, podemos vislumbrar a construção do novo consumidor de cinema e, sobre tudo, como o consumo deste tipo de mídia influencia na afirmação de uma identidade para o contexto social contemporâneo. 


Palavras-chave


cinema interativo; consumidor; convergência; identidade

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Vida para o consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.

BRIGGS, Asa; BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à Internet. Tradução Maria Carmelita Pádua Dias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.

CANCLINI, Néstor García. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. 4 ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1999.

CHAVES, Taís Regina. Consumo e Tecnologia: uma análise da bibliografia dedicada à publicidade online. Dissertação de Mestrado em Comunicação Social – Pontífica Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PPGCOM – Rio Grande do Sul, 2008.

ENNE, Ana Lucia S. À perplexidade, a complexidade: a relação entre consumo e identidade nas sociedades contemporâneas. In: Comunicação, Mídia e Consumo. Escola Superior de Propaganda e Marketing. V. 3, n 7. São Paulo: ESPM, 2006.

GONZÁLEZ, Germán Muñoz. El consumo juvenil en la sociedad mediática. In: Comunicação, Mídia e Consumo. Escola Superior de Propaganda e Marketing. V. 5, n 12. São Paulo: ESPM, 2008.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. Tradução Susana Alexandria. 2 ed. São Paulo: Aleph, 2009.

LÉVY, Pierre. A Inteligência Coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. Tradução Luiz Paulo Rouanet. 5 ed. São Paulo: Loyola, 2007.

LÉVY, Pierre. O que é virtual? Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Ed. 34, 1996.

LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A tela global: mídias culturais e cinema na era hipermoderna. Tradução Paulo Neves. Porto Alegre: Sulina, 2009.

MANOVICH, Lev. The language of new media. Cambridge: The MIT Press, 2001.

MURRAY, Janet H. Hamlet no Holodeck: o futuro da narrativa no ciberespaço. Tradução Elissa Khoury Daher, Marcelo Fernandez Cuzziol. São Paulo: Itaú Cultural, Unesp, 2003.

SILVA, Gustavo de Castro E. Imaginação, linguagem e consumo. In: Comunicação, Mídia e Consumo. Escola Superior de Propaganda e Marketing. V. 4, n 10. São Paulo: ESPM, 2007.

SLATER, Don. Cultura do consumo & modernidade. Tradução Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Nobel, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Diretórios e Indexadores: Sumários, LivRe/CNEN, Periódicos UFPE, .periódicos. CAPES (em atualização).

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil