Fotografando Digitalmente, Pensando Analogicamente: os fotógrafos migrantes

Bella Valle

Resumo


Considerando as transformações que vêm acontecendo no processo de transição do analógico ao digital da fotografia, se mostra conveniente uma renovação da compreensão dessa linguagem. Na primeira década do século XXI, os fotógrafos ainda se encontram em um processo de migração, que, segundo Stuart Hall, situa o ser migrante entre a tradição e a tradução. Enquanto fotografam digitalmente, eles ainda pensam analogicamente. Guiados por termos familiares – como ISO, granulação, revelação – suas fotografias digitais são capturadas e tratadas a partir de interfaces que simulam processos analógicos conhecidos. Eles estão munidos de câmeras e programas digitais, mas poucos entendem da natureza e das potencialidades criativas e comunicativas próprias da fotografia numérica. Aqui, esse processo de migração dos fotógrafos e a maneira com que utilizam os recursos digitais de que dispõem são discutidos, através de respostas dadas a questionários aplicados. 


Palavras-chave


fotografia; fotógrafos; migração; tecnologia digital; fotografia digital

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil