Moda e Publicidade no Brasil: uma relação histórica permeada por hibridismos

Midierson Maia

Resumo


Com base em uma análise dos históricos da moda e da publicidade no Brasil, o artigo visa entender o percurso de formação de ambas como parte de um todo, no qual, por meio de hibridismos oriundos dos contatos entre diferentes culturas, incide o fenômeno cultural da glocalização. Para tanto, os trabalhos desenvolvidos pelos pesquisadores Garcia Canclini, Roland Robertson, Garcia Neira e Eneus Trindade servirão como base para o entendimento das relações estabelecidas entre a moda e a publicidade na qualidade de manifestações híbridas, que contribuiram e continuam contribuindo na formação da identidade e cultura nacional. A aplicação prática das teorias se deu por meio da análise de peças publicitárias veiculadas desde décadas remotas até as décadas de 90 e início do século XXI. O resultado do trabalho mostrou que tanto a moda, quanto a publicidade, ao unirem entre si e ao se glocalizarem na relação com outros contextos, agregam sentido à cultura, em especial à cultura do consumo.

Palavras-chave


moda; desejo; consumo; linguagem; glocalização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Diretórios e Indexadores: Sumários, LivRe/CNEN, Periódicos UFPE, .periódicos. CAPES (em atualização).

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil