Espaço, vídeo e ativismo no trabalho visual de David Wojnarowicz

Cesar de Siqueira Castanha

Resumo


Este artigo busca compreender como opera uma iniciativa ativista e política no trabalho visual de David Wojnarowicz (1954-1992), identificado como um dos artistas visuais envolvidos com a luta pelo reconhecimento do HIV e assistência à população soropositiva, a partir de uma relação desse trabalho com a materialidade do espaço e a busca por uma espacialidade alternativa para produção e o consumo da arte. Para isso, primeiro, o artigo investiga uma inquietação contra o espaço institucional da arte, considerando uma reincidência histórica dessa reivindicação. Depois, busca-se analisar o trabalho visual — e, principalmente, videográfico — de Wojnarowicz a partir de contextos histórica e geograficamente específicos de ansiedade política e de uma iniciativa de reconfiguração do espaço comum a que estão vinculados.


Palavras-chave


Artes visuais; espaço; ativismo; vídeo; David Wojnarowicz

Texto completo:

PDF

Referências


TEENS kill 4 – tell me something good. Música: Doug Bressler, Brian Butterick, William Gerstel, Julie Hair, Jesse Hultberg, David Wojnarowicz. 2008. 4min. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

A FIRE in my belly (full version). Direção: David Wojnarowicz. 2010. 20min., color. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

BEN Neill – Mutantrumpet Demo. Intérprete: Ben Neill. 2015. 4 min., son., color. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

BUDICK, Ariella. The virtuosic rage of David Wojnarowicz. Financial Times, 2018. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

BÜRGER, Peter. Teoria da vanguarda. Lisboa: Vega, 1993.

CARR, Cynthia. Fire in the belly: the life and times of David Wojnarowicz. (E-book). Nova York: Bloomsbury USA, 2012.

DOYLE, Jennifer. The transformative nature of David Wojnarowicz’s ITSOFOMO. Kcet, 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

HUYSSEN, Andreas. Present pasts: urban palimpsests and the politics of memory. Stanford: Stanford University Press, 2003.

KAPROW, Allan. Essays on the blurring of art and life. Londres: University of California Press, 1993.

MACHADO, Arlindo. Apresentação. In: DUBOIS, Philippe. Cinema, video, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004. p. 11-20.

Museo Reina Sofia. 2008. Arthur Rimbaud in New York. Museo Reina Sofia. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

MUSTO, David F.; EPSTEIN, Anne. AIDS: acquired immune deficiency syndrome. In JACKSON, Kenneth T. New York Historical Society: the encyclopedia of New York City. (E-book). New Haven: Yale University Press, 2010.

RANCIÈRE, Jacques. A política da arte. Urdimento, Florianópolis, v. 1, n. 15, p. 45-59, out. 2010.

REES, A. L. A history of experimental film and video. Londres: BFI, 2011.

The Kitchen. About. The Kitchen, 2018. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

Visual Aids. Art. Aids. Action. Visual Aids. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

______. David Wojnarowicz. Visual Aids. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.

Wright Auctions. 2016. 175: David Wojnarowicz, untitled. Wright. Disponível em: . Acesso em: 15 de agosto de 2018.




DOI: https://doi.org/10.34176/icone.v18i2.237782

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

ISSN 2175-215X

© 1996-2019 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil