Percursos das transformações da teoria e da validação do conhecimento nas ciências humanas: do falsificacionismo de Popper à teoria de valor de Rickert

Marcelo Henrique Gonçalves de Miranda

Resumo


O presente artigo tem como finalidade, de forma geral, retratar alguns aspectos do debate epistemológico sobre as condições de validade na produção do conhecimento científico para as ciências humanas via questões que dizem respeito às ciências nomotéticas e sobre as ciências ideográficas. Busca-se a) mapear os percursos assumidos na construção desses dois campos de saber relacionando-os às implicações das tradições empirista e racionalista; b) problematizar a relação entre o sujeito e o objeto da pesquisa; e c) sublinhar-se-á os aspectos que a teoria do conhecimento assumiu dentro do falsificacionismo de Popper e da teoria do valor de Rickert na construção do campo de conhecimento das ciências humanas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Interritórios - ISSN: 2525-7668