A genialidade de Oscar Wilde em O Fantasma de Canterville

Denise Oliveira Silva

Resumo


No conto “O fantasma de Canterville”, Oscar Wilde aborda a questão da desvalorização da arte
pelos burgueses, novos ricos desprovidos de cultura e tradição que alegavam que o artista cobrava caro
por uma simples “mercadoria”. Reagindo à diminuição do seu trabalho, os artistas procuram chocar a
burguesia, como podemos perceber na obra em análise, cujo autor tece críticas através de sua arte:
discute a rivalidade entre Inglaterra e Estados Unidos na Era Vitoriana. Critica de modo bem-humorado
e sarcástico tanto o comercialismo e a falta de cultura dos americanos, quanto a arrogância e a decadência
dos ingleses.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.