Fragmentação formal e repressão em O Sargento Garcia, de Caio Fernando Abreu

Luziane Boemo Mozzaquatro

Resumo


O contexto histórico-social brasileiro sempre esteve marcado, de diferentes formas, por atitudes
autoritárias e repressoras. A Ditadura Militar recente foi responsável por opressões coletivas, alterando
profundamente as relações entre os seres humanos e abalando o modo de vida e o pensamento das
pessoas. Estas, em muitos casos, não conseguem expressar suas experiências e sentimentos de forma
plena devido ao contexto complexo em que estão inseridas, apresentando um discurso fragmentado.
Muitas obras literárias modernas incorporam aos seus textos essa problematização, adotando uma
estrutura formal fragmentada. Este trabalho examina, nessa perspectiva, o caso do conto Sargento
Garcia, de Caio Fernando Abreu.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.