Tecnologia e superação da metafísica de Heidegger

Rafael Paes Henriques

Resumo


A técnica moderna deve ser compreendida, como uma espécie de acabamento, como o ápice do projeto metafísico.  Só que nem todo o real cabe na concepção tecnometafísica do mundo e, assim, muitas outras
possibilidades de realização da realidade ficam de fora. Por isso a necessidade de se superar a metafísica no sentido de  ganhar a sua  verdadeira  dimensão.  Nessa tarefa, é preciso ultrapassar o entendimento de homem  e  mundo  como  sendo  dois  substratos  autônomos  e  independentes;  faz-se  necessária  a compreensão  da  origem  e  do  encaminhamento  que  tudo  divide,  na  perspectiva  do  apoderamento  e  do controle  da realidade, pelo homem.  O esforço deve ser o de retirar a significação prévia de tudo o que se realiza,  isto é, significa  perder  um  mundo  –  o mundo tecnometafísico  –  para ganhar  o  mundo.  E o que Heidegger aponta como sendo o  pensamento  é justamente  uma atividade que põe em  funcionamento um modo  mais  originário  e  inaugural  de  relacionamento  com  a  realidade,  que  se  orienta  desde  a  verdade como desencobrimento.

Palavras-chave


Tecnologia; Metafísica; Heidegger.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.