Ética da crença, fake news e responsabilidade

Felipe Rocha Lima Santos

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir a ética da crença e as relações entre responsabilidade epistêmica e responsabilidade moral, para ao final, aplicar a discussão a avaliação de casos que envolvem o uso das redes sociais para obter fake news e compartilhar as mesmas. Para atingir este objetivo, irei inicialmente discutir a norma da ética da crença de Clifford, na primeira seção, para assim, na segunda seção, criticar a ideia de correlação entre responsabilidade epistêmica e moral defendida por Clifford. Na terceira seção apresentarei a teoria dos vícios epistêmicos de Cassam, para assim, na seção final, avaliar casos que envolvem fake news e redes sociais sob a perspectiva de vícios epistêmicos. Fecharei o artigo com uma breve discussão sobre os riscos de se propor sem discussão adequada leis que buscam criminalizar as fake news.

 

ÉTICA DA CRENÇA, FAKE NEWS E RESPONSABILIDADE


Palavras-chave


Ética da Crença; Normatividade Epistêmica; Vícios Epistêmicos; Responsabilidade Epistêmica; Fake News

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Felipe Rocha Lima Santos

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.