Dinâmica do Escoamento de Ar Acima e Dentro de uma Floresta Tropical Densa sobre Terreno Complexo na Amazônia (Dynamics of Airflow Above and Within a Tropical Rainforest Canopy Dense in the Complex Terrain on Amazonia)

Aurilene Barros dos Santos, Julio Tóta, Marcos Antonio Lima Moura, David Roy Fitzjarrald, Raoni Aquino Silva de Santana, Antonio Marcos Delfino de Andrade, Rayonil Gomes Carneiro

Resumo


Escoamentos do vento em terrenos com vegetação são provavelmente mais complexos do que os escoamentos em terreno com pouca ou sem presença de cobertura vegetal. Devido a essa complexidade poucos estudos abordaram a problemática da dinâmica do escoamento em regiões de florestas tropicais, principalmente em terreno complexo de pequena escala, como é o caso da Reserva Biológica do Rio Cuieiras – ZF2 (02° 36’ 32’’ S, 60° 12’ 33’’ O, 140 m alt.), próxima à cidade de Manaus, Amazonas. Assim, uma campanha de medidas observacionais foi conduzida em 2006 para descrever o escoamento abaixo do dossel, e determinar sua relação com o vento acima da floresta. Foram medidos gradientes horizontais e verticais de temperatura do ar, e de vento durante as estações seca e chuvosa de 2006. Os resultados indicaram, de uma maneira geral, que a frequencia de ventos, tanto acima quanto abaixo da copa, é maior no periodo chuvoso alcançando 73,5% e 84% de ocorrencia respectivamente. Foi observado também, um padrão de escoamento abaixo da floresta, persistente e sistemático, sobre a área de encosta, subindo durante a noite e descendo durante o dia e desacoplado com o ar acima da copa, esse padrão de escoamento é inverso ao padrão clássico de escoamento vale-montanha.

 

 

 

A B S T R A C T

For this study were used data from a field campaign conducted in 2006 in the biological reserve of Rio Cuieira -  ZF2, near the city of Manaus-Amazonas, in order to describe the flow below the canopy, and determine its ratio with the wind above the forest. We measured horizontal and vertical gradients of air temperature, and wind during the dry and wet seasons of 2006. The results indicated, in general, the frequency of winds, both above and below the canopy is higher in the wet season reaching 73.5% and 84%, respectively. It was also observed, a flow pattern below the forest, persistent and systematic, on the slope area,  upslope at night and downslope during the day and uncoupled with the airflow above the canopy, this flow pattern is inverse to the classic pattern of mountain-valley drain. The average vertical gradient of θv was negative during the night and positive during the day in both seasons. Showing that the topography and thermal structure inside the forest is responsible for this reverse flow pattern along the slope.

 

Keywords: horizontal flows, wind, dense vegetation.

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v6.2.p309-319



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License