Análise dos Registros Históricos e Paleoclimáticos da Variabilidade da Precipitação na Região Tropical da América do Sul (Historical and Paleoclimatic Register Analysis of Precipitation Variability in the South American Region)

Tainã Costa Peres, Éder Leandro Maier

Resumo


Mudanças climáticas e ambientais do ciclo hidrológico da América do Sul são amplamente investigadas, mas ainda existem indagações devido à complexidade do ciclo. Para identificar padrões espaço-temporais dessas mudanças analisou-se a variabilidade climática da precipitação, em 32 estações meteorológicas, e da razão isotópica do oxigênio dezoito (δ18O) do testemunho de gelo do Nevado Illimani-Bolívia, entre 1929-1998. Calcularam-se as anomalias da precipitação, que são obtidas pela subtração da média mensal das amostras. As séries foram divididas em dois períodos, antes e depois de 1970, pois é nessa década que o clima global apresenta uma ruptura no balanço térmico. Para as análises utilizou-se estatística descritiva e inferencial. As médias mensais da precipitação tropical podem variar entre ~50 mm e ~450 mm, mas as anomalias podem atingir 100% dessas magnitudes. O desvio padrão evidencia um aumento do mesmo após 1970 (em 84% das estações), existindo uma menor certeza de ocorrência do padrão sazonal das chuvas. Já os dados paleoclimáticos evidenciam maior amplitude de variação do δ18O após 1970, sendo relacionado às maiores variações do processo de evaporação e precipitação da água sobre o continente. As linhas de tendência evidenciaram um aumento das chuvas entre 1929-1998 em 81% das estações, principalmente as que se localizam sobre as zonas de convergência tropical. Já nas bordas dessas zonas observam-se tendências negativas da precipitação. A variabilidade climática na região tropical do continente pode estar associada a fatores remotos e locais como, o aumento da temperatura global e a mudança no uso do solo (savanização da Amazônia). 




A B S T R A C T

Climate changes and hydrological cycle variability of South America have been widely researched, but there are still affairs owing the complexity of the cycle and relationship between biosphere, lithosphere and atmosphere. Wherefore, the climatic variability of precipitation (1929-1998) observed in 32 meteorological stations and the ratio of stable isotopes oxygen-18 (δ18O) of the Nevado Illimani-Bolivia, are analyzed to identification spatial-temporal patterns of climate change. The precipitation anomalies were calculated, with subtraction of the monthly mean of samples. The time series analysis was divided in two periods, before and after 1970´s, because this decade exhibit global thermal balance rupture and used descriptive statistics (mean and standard deviation) and inferential statistics (linear regression) to quantify the precipitations variability. The tropical precipitation monthly varies between ~ 50 mm and ~ 450 mm, and the anomalies can attain 100% of these magnitudes, but after 1970´s increase uncertainty of rainfall seasonal pattern occurrence (in 84% of the meteorological stations). The paleoclimatic data evidenced lager variations evaporation-precipitation process on America South Continent because the more amplitude of δ18O variation after 1970. The trend line analysis show an increase in rainfall on convergence tropical zones between 1929 and 1998 (81% of the meteorological stations) and decrease in precipitations on zones convergence periphery. The tropical precipitations variability on South America can be associated the remote and local factors, for example, global warning and land use change (Amazonian savannization process).

Keyword: climate; water, ice core.


Palavras-chave


Clima, Água, Testemunho de gelo

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, L, M. 2009. Clima da Região Centro-Oeste do Brasil. In: CAVALCANTI, I, F, A. FERREIRA, N, J. SILVA, M, G, A, J. DIAS, M, A, F, S (Org). Tempo e Clima no Brasil. Oficina de Textos, São Paulo, 236 – 241p.

BUENAFUENTE, S, M, F. Introdução. 2010. In: BUENAFUENTE, S, M, F (Org.). Amazônia: Dinâmica do Carbono e Impactos Socioecômicos e Ambientais. Universidade Federal De Roraima, Boa Vista, 13 – 16p.

CECATTO, J, R. 2003. O Sol. In: MILONE, A, C. et al (Org.). Introdução à Astronomia e Astrofísica. Versão Digital. Instituto Nacional de Pesquisas espaciais, São José dos Campos. Disponível em: . Acesso em jul. de 2016.

CONTI, J, B; FURLAN, S, A. 1998. Geologia: O Clima, os Solos e a Biota. In: ROSS, J, L, S (Org). Geografia do Brasil. Editora da Universidade de São Paulo, São Paulo, 67-198p.

CRAIG, H. 1961b. Standard for reporting concentrations of deuterium and oxygem-18 in natural Waters. Science, 133:1833-1834p.

DANSGAARD, W. 1954. The O18 abundance in fresh water. Geochimica et Cosmochimica Acta, 6:241-260p.

DANSGAARD, W. 1964. Stable isotopes in precipitation. Tellus, 16:436–468p.

ELTAHIR, E.A.B. e BRAS, R.L. 1994. Precipitation recycling in the Amazon basin. Quarterly Journal of the Royal Meteorological Society, 120: 861-880p.

FEARNSIDE, P, M. 2003. A Floresta Amazônica nas Mudanças Globais. Instituo Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 134p.

GARREAUD, R.D. e WALLACE, J.M. 1997. The diurnal of convective cloudiness over the Americas. Monthly Weather Review, v:3157–3171p.

GOMES, N, A. 2010. Mudanças Climáticas: Impactos Ambientais nos Recursos Hídricos da Amazônia, decorrentes de seus usos múltiplos. In: BUENAFUENTE, S, M, F (Org.). Amazônia: Dinâmica do Carbono e Impactos Socioecômicos e Ambientais. Universidade Federal De Roraima, Boa Vista, 105 – 125p.

IPCC. Intergovernmental Panel On Climate Change. Climate Change 2001: The Scientific Basis-Contribution of Working Group 1 to the IPCC Third Assessment Report. Cambridge Univ. Press. 2001.

IPCC. Intergovernmental Panel On Climate Change. Summary for Policymakers. In: Climate Change 2013: The Physical Science Basis. Cambridge, United Kingdom and New York, NY, USA. 2013.

KAYANO, M, T; ANDREOLI, V, R. 2009. Clima da Região Nordeste do Brasil. In: CAVALCANTI, I, F, A. FERREIRA, N, J. SILVA, M, G, A, J. DIAS, M, A, F, S (Org). Tempo e Clima no Brasil. Editora Oficina de Textos, São Paulo, 213 – 233p.

MARENGO, J.A., SOARES, W.R., SAULO, C., NICOLINI, M. 2004. Climatology of the low-level jet east of the Andes as derived from the NCEP-NCAR reanalysis: Characteristics and temporal variability. Journal of Climate, v:2261–2280p.

MARENGO, J.A. 2006. Mudanças Climáticas Globais e seus Efeitos sobre a Biodiversidade: Caracterização do Clima Atual e Definições das Alterações Climáticas para o Território Brasileiro ao longo do Século XXI. Ministério do Meio Ambiente, Brasília, 212p.

MARENGO, J, A; NOBRE, A, C.2009. Clima da Região Amazônica. In: CAVALCANTI, I, F, A. FERREIRA, N, J. SILVA, M, G, A, J. DIAS, M, A, F, S (Org). Tempo e Clima no Brasil. Oficina de Textos, São Paulo, 197 – 212p.

MATSUURA, K. e WILLMOTT, C.J. 2009. Terrestrial precipitation: 1900–2008 gridded monthly time series (versão 4.01). Newark – EUA: Center for Climatic Research, Department of Geography, University of Delaware. Disponível em: . Acesso em 20 de jan. 2016.

NÓBREGA, R.S., CAVALCANTI, E.P. e SOUZA, E.P. 2005. Reciclagem de vapor d’água sobre a América do Sul utilizando reanálises do NCEP-NCAR. Revista Brasileira de Meteorologia, v:253-262p.

OLIVERIA, G, S. 2010. Meteorologia e Ciências ambientais. Disponível em: . Acesso em 29 de julho de 2016.

PERES, T, C. MAIER, E, L, B. Análise das relações entre o δ18O do testemunho de gelo do Nevado Illimani (Bolívia) com a precipitação da região tropical da América do Sul (1929-1998). Disponível em: . Acesso em 02 de setembro de 2017.

RAMIREZ, E., HOFFMANN. G., TAUPIN, J.D., FRANCOU, B., RIBSTEIN, P., CAILLON, N., FERRON, F.A., PETIT, J.R., LANDAIS, A. e SIMÕES, J.C. 2003. A new Andean deep ice core from Illimani (6350 m), Bolivia. Earth and Planetary Science Letters, v:337–350p.

REBOITA, M.S., GAN, M.A., ROCHA, R.P. e AMBRIZZI, T. 2010. Regimes de precipitação na América do Sul: Uma revisão bibliográfica. Revista Brasileira de Meteorologia, 25:185-204p. Disponível em: . Acesso: 20 jun. 2016.

ROSS, J, L, S. 1998. A Sociedade Industrial e o Ambiente. In: ROSS, J, L, S (Org). Geografia do Brasil. Editora da Universidade de São Paulo, São Paulo, 209-231p.

TAVARES, A, C. 2007. Mudanças Climáticas. In: VITTE, A, C. GUERRA, A, J (Org.). Reflexões sobre a Geografia Física no Brasil. Bertrand Brasil, Rio de Janeiro, 49 – 88p.

SALAZAR, F, F. 2010. Desmatamento, Mudanças Climáticas e a Hipótese de “Savanização” da Amazônia. In: BUENAFUENTE, S, M, F (Org.). Amazônia: Dinâmica do Carbono e Impactos Socioecômicos e Ambientais. Universidade Federal De Roraima, Boa Vista, 17 – 26p.

SILVA, M, A, V. Meteorologia e Climatologia. Versão Digital 2. Pernambuco: Instituo Na-cional de Meteorologia, 2006. Disponível em: . Acesso em jul. de 2016.

THOMPSON, L.G. 1993. Reconstructing the paleo ENSO records from tropical and subtropical ice cores. Bulletin de Institut Français d’Études Andines. V:65-83p.

TOLEDO, G, L. OVALLE, I, I. 1992. Estatística Básica. Atlas, São Paulo,459p.

VIMEUX, F., GALLAIRE, R., BONY, S., HOFFMANN, G. e CHIANG, J.C.H. 2005. What are the climate controls on δD in precipitation in the Zongo Valley (Bolivia)? Implications for the Illimani ice core interpretation. Earth and Planetary Science Letters, v:205–220p.

WILLMOTT, C. J., ROWE, C.M. e PHILPOT, W.D. 1985. Small-scale climate maps: a sensitivity analysis of some common assumptions associated with grid-point interpolation and contouring. American Cartographer, v:5–16p.

VIMEUX, F., GALLAIRE, R., BONY, S., HOFFMANN, G. e CHIANG, J.C.H. 2005. What are the climate controls on δD in precipitation in the Zongo Valley (Bolivia)? Implications for the Illimani ice core interpretation. Earth and Planetary Science Letters, v:205–220p.

WILLMOTT, C. J., ROWE, C.M. e PHILPOT, W.D. 1985. Small-scale climate maps: a sensitivity analysis of some common assumptions associated with grid-point interpolation and contouring. American Cartographer, v:5–16p.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.2.p442-455

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License