POVOS INDÍGENAS NAS GUERRAS E CONQUISTA DO SERTÃO NORDESTINO NO PERÍODO COLONIAL

Ricardo Pinto de Medeiros

Resumo


O artigo analisa a política de alianças e guerras entre a Coroa Portuguesa e os povos indígenas no sertão nordestino no período colonial. Os conflitos foram agrupados em três grandes regiões: o sertão do recôncavo baiano e a margem baiana do rio São Francisco, incluindo o extremo sul do Piauí; o sertão das capitanias de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande e Ceará; e o sertão das capitanias do Piauí e Maranhão. Este agrupamento correspondeu, grosso modo, à seqüência temporal na qual os conflitos adquirem maior densidade na documentação pesquisada e permitiu visualizar melhor como se deu a movimentação dos povos a partir do contato e quais as conseqüências para os mesmos. Além disso, problematiza a periodização e abrangência do processo histórico denominado de Guerra dos Bárbaros.

 

Palavras-chave: Povos indígenas; Sertão; Guerra dos Bárbaros


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

                        

                

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         em 20. Set. 2018 Contador de visitas