O SOCIÓLOGO, O VIAJANTE E O ROMANCISTA: três visões contemporâneas do Recife

Régis Tettamanzi

Resumo


Este artigo é um estudo das representações da cidade do Recife e dos seus arredores no século XX, em torno de três épocas diferentes, eatravés de três escritores e três gêneros literários : Luc Durtain, que era homem de letras e viajante nos anos trinta (Vers la ville Kilomètre 3, 1933); o sociólogo Roger Bastide, que viveu muito tempo no Brasil (Brésil terre des contrastes, 1957) ; enfim o romancista contemporâneo Jean-Christophe Rufin (La Salamandre, 2005). A análise quer demostrar os elementos comuns na visão que estes textos dão do Recife, mas também as especificidades ligadas aos gêneros de que tratamos.

 

Palavras chave: Brasil-França; Recife; representações; literatura; século XX.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

                        

                

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         em 20. Set. 2018 Contador de visitas