ÁFRICA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA. Imbricações entre história, ensino e patrimônio cultural

Isabel Cristina Martins Guillen

Resumo


Este artigo objetiva discutir as implicações do ensino de História da África, nos diversos níveis educacionais, nas políticas afirmativas para afro-descendentes, na definição de identidades e na memória social, principalmente na memória da escravidão. Nesse sentido discutem-se os vários sentidos que a África pode ter, tanto em termos históricos quanto no imaginário social, no qual se destaca o imaginário de uma Mama África. Objetiva-se igualmente discutir a importância do estudo da história da África e da cultura afro-descendente para a consolidação da cidadania e para a definição dos patrimônios culturais no Brasil.

 

Palavras chave: Ensino de história; história da África; políticas afirmativas.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

             


                          

 

 

  Endereço: Avenida da Arquitetura, s/n, Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) - 10º andar, CEP: 50740-550, Cidade Universitária, Recife-PE, Brasil. Email: editorclio@gmail.com. Fone: +55 (81)2126-8291