ENTREVISTA COM CRIMÉIA ALICE SCHMIDT DE ALMEIDA

Maria do Socorro de Abreu e Lima

Resumo


Nessa entrevista, Criméia de Almeida, Militante do Movimento Estudantil em 1968, fala de sua atuação em 1968, chamando a atenção para aspectos pouco abordados, vividos no cotidiano, como as dificuldades relacionadas ao fato de ser mulher de esquerda na militância concreta, ao trabalho de agitação levado por estudantes no meio popular, a dificuldades do dia-a-dia vivenciadas, posteriormente, já na região do Araguaia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

                        

                

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         em 20. Set. 2018 Contador de visitas