Agonia e morte da Liga Comunista Internacionalista: combates finais

Alzira Lobo de Arruda Campos, Álvaro Cardoso Gomes, Marília Gomes Ghizzi Godoy

Resumo


A Oposição de Esquerda em São Paulo concentrou-se em um grupo pequeno e aguerrido de camaradas, disposto a assumir a vanguarda do Partido Comunista do Brasil, denunciando a traição dos princípios marxistas-leninistas por Stálin e pela Terceira Internacional. Esse grupo, formado por trotskistas, denunciou os crimes de Stálin contra a teoria marxista-leninista e a Revolução Proletária, procurando assumir a vanguarda da revolução considerada como inevitável.  Este artigo, visando a contribuir com os estudos sobre a Revolução Russa de 1917, trata da agonia e da morte desse grupo, pouco presente nas obras historiográficas produzidas por autores que se declaram, muitas vezes, comunistas, razão pela qual resolveram excluir de seus estudos os dissidentes.


Palavras-chave


Trotskistas no Brasil, Partido Comunista Brasileiro, Lutas entre stalinistas e trotskistas

Texto completo:

PDF

Referências


A LUCTA DE CLASSE. Ano VII, n.° 35. Belo Horizonte, 25/12/37.

A LUCTA DE CLASSE. Ano VIII, n.° 37 (II). Belo Horizonte, 25/1/38.

A LUCTA DE CLASSE. Belo Horizonte, 22/11/38, n.° 4.

A LUCTA DE CLASSE. Órgão do Partido Socialista Revolucionário (Secção Brasileira do Partido Mundial da Revolução Socialista – Quarta Internacional). n.° 45. Belo Horizonte, agosto de 1939.

A LUCTA DE CLASSE. Partido Operário Leninista, Secção Brasileira do Partido Mundial da Revolução Socialista (Quarta Internacional). Belo Horizonte, 3/6/39.

ABRAMO, Fúlvio. “Pedrosa e a Quarta”. História. 9. O Trabalho, Ano IV, n. 132. São Paulo, 18 a 24/1/81. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo.

ALEXANDER, Robert. The Trotskiysm in Latin America. Stanford, Hoover Institution Press, 1973.

CAMPOS, Alzira Lobo de Arruda. “Tempos de Viver”: dissidentes comunistas em São Paulo (1931-1936). Tese de Livre-docência, apresentada ao Departamento de História da FHCSS da UNESP. Franca: 1998. Mimeo.

CARONE, Edgard. Uma polêmica nos primórdios do PCB: o incidente Canellas e Astrojildo (1923). Memória & História. Astrogildo Pereira. Documentos Inéditos. Revisa do Arquivo Histórico do Movimento Operário Brasileiro, n. 1. São Paulo, Livr. Ed. Ciências Humanas, 1981.

CARTA DE ARISTIDES LOBO A MÁRIO PEDROSA. São Paulo, 19 de setembro de 1947. FLBX (Fundo Lívio Barreto Xavier). CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

CARTA DE ARISTIDES LOBO A MÁRIO PEDROSA. São Paulo, 26 de junho de 1947. FLBX (Fundo Lívio Barreto Xavier). CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

CIRCULAR publicada por Hylcar Leite, em 5/2/1940. Vanguarda Socialista. FLBX (Fundo Lívio Barreto Xavier). CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

CORREIO DA MANHÃ, Rio de Janeiro, 23/4/38. Prontuário de Patrícia Galvão, n.o 1053, f. 96. Fundo DEOPS/SP.

DIÁRIO DA NOITE, 13/1/38. Fundo DEOPS/SP. Arquivo do Estado de São Paulo.

DIRETIVAS. Vanguarda Socialista. Diretor: Mário Pedrosa. Ano I, n° 1. Rio de Janeiro, 31 de agosto de 1945. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

ENTREVISTA que Pedrosa concedeu a Robert Alexander, a 14-8-53. In: Trotskiysm in Latin America.

GALVÃO, Patrícia (Pagu). “O carinhoso biógrafo de Prestes”. Vanguarda Socialista, 31/8/45. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

GARCIA, Marco Aurélio. Contribuição para uma história da esquerda brasileira, em: MORAES, Reginaldo et allii. Inteligência Brasileira. São Paulo, Brasiliense, 1986.

GOMES, Angela de Castro (coordenadora). Velhos Militantes. Depoimentos de Elvira Boni, João Lopes, Eduardo Xavier, Hylcar Leite. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1988.

HAUPT, Georges. Por que a história do movimento operário? Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 5, n° 10, 1985, pp. 208-231.

HOBSBAWN, Eric J.. Revolucionários. 2. ed. Trad. de João Carlos Victor Garcia e Adelângela Saggioro Garcia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

HOBSBAWN, Eric J. Pessoas Extraordinárias: Resistência, Rebelião e Jazz. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1998.

INFORMAÇÃO do Delegado de Ordem Social ao Superintendente de Ordem Política e Social. São Paulo, 26/4/37. Prontuário n° 37, v. 2, doc. 114, f. 143. Fundo DEOPS/SP. Arquivo do Estado de São Paulo.

INFORME RESERVADO DE “R.H.”. São Paulo, 1/10/37. Prontuário n° 40.664, f. 8. Fundo DEOPS/SP. Arquivo do Estado de São Paulo.

KAREPOVS, Dainis. Nos Subterrâneos da Luta. (Um estudo sobre a cisão no PCB em 1937-1938). Dissertação de mestrado apresentada ao Departamento de História da FFLCH/USP. Mimeo. São Paulo, 1996.

KAREPOVS, Dainis. Trotsky n’A Luta de Classe. In. Boletim Bibliográfico CEMAP, São Paulo, n. 3, fev. 1985.

LIMA, Heitor Ferreira. Caminhos Percorridos. São Paulo, Brasiliense, 1982.

LOBO, Aristides. “Contra as Internacionais”. Vanguarda Socialista, 24/1/1947. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

LOBO, Aristides: Vanguarda Socialista, 5/4/1946, p. 5. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

MARQUES NETO, José Castilho. Solidão Revolucionária. Mário Pedrosa e as Origens do Trotskismo no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

MATHEUS, João. “Um trotskista sem aspas”. Vanguarda Revolucionária. São Paulo, 26/10/45.

PELO PARTIDO DA REVOLUÇÃO PROLETÁRIA. PARTIDO OPERÁRIO LENINISTA. FLBX. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.

PRONTUÁRIO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO, n° 40.664, f. 142. Fundo DEOPS/SP. Arquivo do Estado de São Paulo.

RANCIÈRE, Jacques. A Noite dos Proletários. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

SINGER, Paul. Apresentação. In: HECKER, Alexandre. Socialismo Sociável: História da esquerda democrática em São Paulo (1945-1965). São Paulo: Editora UNESP, 1998.

VANGUARDA SOCIALISTA. Diretor: Mário Pedrosa. Rio de Janeiro, 10 de outubro de 1946. CEMAP (Centro Mario Pedrosa), CEDEM/UNESP (Centro da Memória Operária da UNESP). São Paulo. Ms.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2020.38.1.18

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas