“Relatos de intolerância e ritos de violência”: as representações dos conflitos entre protestantes e católicos na imprensa de Alagoas e Pernambuco (1873 - 1910)

César Leandro Santos Gomes

Resumo


O artigo tem o objetivo de apresentar as reflexões preliminares de uma pesquisa futura, com a finalidade de analisar os conflitos entre protestantes e católicos, nos jornais de Alagoas e Pernambuco, entre os anos de 1874 a 1923. Na conjuntura em questão, a imprensa brasileira se consolidou como veículo de circulação de ideias, constituindo-se como uma ferramenta importante para a observação de tensões nos âmbitos políticos, sociais e religiosos. Logo, pretende-se observar nos relatos dos jornais da época a forma como são representadas as tensões entre estes dois grupos religiosos. As considerações de Natalie Zemon Davis acerca dos ritos de violência (1990, p. 134) e de Pierre Bourdieu a respeito da violência simbólica (2004, p.106), contribuíram para compreender a problemática a ser estudada.

Palavras-chaves: História das religiões, conflitos religiosos, Jornais


Palavras-chave


História das religiões, Conflitos religiosos, Jornais

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCASTRO, Luiz Felipe de (Org.). História da vida privada no Brasil, vol. 2: Império - a corte e a modernidade nacional. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.

ARAÚJO, Vicente Ferrer de Barros Wanderley. Seitas protestantes em Pernambuco. 2ª ed. - Pernambuco: Tipografia do Jornal do Recife, 1906.

AZZI, Riolando. O altar unido ao trono: um projeto conservador. São Paulo: Paulinas, 1992.

BLOCH, Marc. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2007.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo/Porto Alegre: EDUSP/Zouk, 2007.

BRUBAKER, Rogers. Religious dimensions political of conflict and violence. In: Sociological Theory, Madison, vol. 33, 2015.

CAPELATO, Maria Helena Rolim. A imprensa na História do Brasil. São Paulo Contexto/EDUSP, 1988.

CÉSAR, Salustiano Pereira. O congregacionalismo no Brasil: fatos e feitos históricos. Rio de. Janeiro: OMEB, 1983.

COSTA, Craveiro; CABRAL, Torquato (Orgs.). Indicador Geral do Estado de Alagoas. Maceió: EDUFAL: Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2016.

COSTA, Rafael Vilaça Epifani. Da sede vacante à Diocese vazia: o projeto de construção da Diocese Anglicana do Recife e o início da crise no Anglicanismo brasileiro. In: Anais do 30º Congresso Internacional da SOTER: Religião em Reforma, 500 anos depois, Belo Horizonte -MG, 10 a 13 de julho de 2017. p. 980-988.

CRABTREE, A. R. História dos Batistas no Brasil: até 1906. 2ª ed. - Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1962.

DAVIS, Natalie Zemon. Culturas do povo: Sociedade e Cultura no início da França Moderna. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das Culturas. 1ª ed. - Rio de Janeiro: LTC, 2008.

GOMES, César Leandro Santos. Por mercê de Deus e da Santa Sé: as representações do projeto de reestruturação católica no bispado de Dom Antônio Manoel Castilho Brandão, Alagoas (1901-1910). Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019.

FEITOSA, Pedro Barbosa de Souza. “Que venha o teu reino”: estratégias missionárias para a inserção do protestantismo na sociedade monárquica (1851-1874). Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em História, Universidade Nacional de Brasília, Brasília, 2012.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: EDUNICAMP, 1990.

LÉONARD, Émile-Guillaume. O protestantismo brasileiro: estudo de eclesiologia e de história social. 2ª ed. - Rio de Janeiro e São Paulo, JUERP/ASTE, 1981.

LESSA, Vicente Themudo. Anais da 1ª Igreja Presbiteriana de São Paulo (1863-1903): Subsídios para a história do presbiterianismo brasileiro. São Paulo: Cultura Cristã, 2010.

MANOEL, Ivan Aparecido. O pêndulo da História: tempo e eternidade no pensamento Católico (1800-1960). Maringá: EDUEM, 2004.

MARTINS, Ana Luiza; LUCA, Tania Regina de (org.). História da imprensa no Brasil. 2ª ed. - São Paulo: Contexto, 2012.

MEIN, John. A causa batista em Alagoas (1885-1926). Recife: Tipografia do Colégio Americano Batista, 1929.

MENDONÇA, Antônio Gouvêa. O celeste porvir: a inserção do Protestantismo no Brasil. São Paulo: Paulinas, 1984.

MESQUITA, Antonio N. de. História dos batistas no Brasil. vol 2: de 1907 até 1935. 2ª ed. - Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1962.

OLIVEIRA, Edson Douglas. Um judeu batista no Brasil: relações entre Protestantismo, Estado e Sociedade no período da Velha República com base na narrativa do missionário batista Salomão Ginsburg. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-graduação em História, Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2017.

PRADO, Evilásio Rodrigues. Conquistando Alagoas para Cristo: breve história dos Batistas de Alagoas. Maceió: E.R. Prado, 2008.

PEDROSA, José Fernando Maya. História do velho Jaraguá. Maceió: EDUFAL, 1998.

QUEIROZ, Álvaro. Notas sobre a História da Igreja nas Alagoas. Maceió: Edufal, 2015.

QUEIROZ, Álvaro. Considerações sobre a Historiografia Eclesiástica nas Alagoas. In: Revista Quæstionis Documenta: Revista do Arquivo da Cúria Metropolitana de Maceió, Ano I, Nº 1, pp. 6-20, 2016.

SANTANA, Moacir Medeiros de. Contribuição à história do açúcar em Alagoas. Recife: Instituto do Açúcar e do Álcool/Museu do Açúcar, 1970.

SANTOS, João Marcos Leite. A ordem social em crise: A inserção do protestantismo em Pernambuco, 1860-1981. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

SANTOS, João Marcos Leitão. A institucionalidade do poder que se discute: A organização da Liga Antiprotestante (1888). In: Anais do XIII Simpósio Nacional da Associação Brasileira de História das Religiões, 29 de maio 01 de junho de 2012, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012. pp. 47-61.

SCHWARZ, Lila Moritz; STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia. São Paulo: Cia das Letras, 2015.

SILVA, Elizete da. Cidadãos de outra pátria: anglicanos e batistas na Bahia. Tese (doutorado em História) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

SOUTO MAIOR, Armando. Quebra-Quilos: lutas sociais no outono do Império. São Paulo: Nacional; Brasília: INL; Recife: Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisa, 1978.

VIEIRA, David. Gueiros. O protestantismo, a maçonaria e a Questão Religiosa no Brasil. Brasília: EDUNB, 1980.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2020.38.1.12

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas