CONSIDERAÇÕES SOBRE ORDEM EM COLÔNIAS: AS LEGISLAÇÕES NA EXPLORAÇÃO DO PAU-BRASIL

Maria Isabel de Siqueira

Resumo


Disciplinar a exploração desordenada da madeira do pau-brasil e evitar o descaminho era a parte que cabia a Coroa portuguesa porque a saída da madeira, sem controle, causava danos à Fazenda Real e ao comércio. O tempo, o dos Filipes da Espanha: dois Estados, duas Coroas e um só rei. Os caminhos desta suposta ordem estavam representados por instituições para garantir a exploração. No meio do caminho, uma sociedade que dependia da estrutura da exploração da terra e que muitas vezes reagia porque não recebia a parte que lhes cabia. Privilegiamos uma abordagem temática embora o corte temporal faça abrangência a períodos específicos e devido à abrangência do assunto, o trabalho vai circunscrever-se ao processo de produção legislativa e não a sua recepção na sociedade em questão. Portanto, nossa proposta é analisar estes documentos para reconstruir na Colônia o caminho da ordem, que foi a exploração, dimensão da desordem.  

Palavras-Chave: período filipino – América portuguesa – ordem em colônia


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

                          

             

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                  contador inserido em 14. Junho. 2018   hits counter html