Avaliação da aprendizagem no Ensino de História: entre “silêncios de” e “desafios para” um campo de pesquisa

Marcus Leonardo Bomfim Martins

Resumo


Este artigo parte do pressuposto que o Ensino de História consolida-se na contemporaneidade como campo específico de produção de conhecimento sobre os múltiplos processos relacionados ao ensino escolar da História. A proposta deste texto é, pois, explorar um desses processos: a avaliação da aprendizagem. Nesse sentido, o objetivo é sumariar se e como a avaliação das aprendizagens históricas tem sido problematizada nesse campo. Ao pesquisar no Banco da Capes e os anais da ANPUH, do Perspectivas EH e do ENPEH, constata-se que apesar do caráter incontornável da avaliação nos processos escolares, no campo do Ensino de História essa discussão não tem assumido lugar de relevância.


Palavras-chave


Avaliação, Aprendizagem histórica, Ensino de história, Campo de pesquisa

Texto completo:

PDF

Referências


ASSUNÇÃO, Marcello Gomes de. Parâmetros para produção e avaliação de livro didático de História – aprendizagem histórica e a lei 10.639/2003. 2016. 149f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História). Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2016.

BERGAMIN, Fabíola Matte. Ensino de História e avaliação no contexto das inovações pedagógicas do ensino secundário paulista (1957-1969). Anais eletrônicos do XXIX Simpósio Nacional de História. Brasília, UnB, 2017.

COSTA, Hugo Heleno Camilo; LOPES, Alice Casimiro. A comunidade disciplinar em Goodson: impasses em um registro pós-estrutural. Revista Brasileira de Educação, v. 21, n. 67, out.-dez., 2016.

CUESTA FERNÁNDEZ, Raimundo. Sociogénesis de uma disciplina escolar: la historia. Pomares-Corredor, Barcelona, 2009.

FERIANI, E. Sistema de Pontuação: uma nova metodologia de avaliação integrada às tic's. In: Anais do VII Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de HistóriaIII Encontro Internacional de Ensino de História, Campinas/SP, 2012.

FERNANDES, Domingos. Avaliar para aprender:fundamentos, práticas e políticas. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

MARQUES, Edicarla dos Santos. A Aprendizagem Histórica em EJA: currículo, livro didático e avaliação. Anais eletrônicos do XXVII Simpósio Nacional de História. Natal, UFRN, 2013. MARTINS, Marcus Leonardo Bomfim. Ensino, aprendizagem e avaliação em História: múltiplos diálogos. Anais eletrônicos do XXIX Simpósio Nacional de História. Brasília, UnB, 2017.

MARTINS, Marcus Leonardo Bomfim. (Re)Significando a Avaliação no Ensino de História. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional da ANPUH- Associação Nacional de História, São Paulo: ANPUH-SP, 2011.

MONTEIRO, Ana Maria; PENNA, Fernando de Araujo. Ensino de História: saberes em lugar

de fronteira. Educ. Real., Porto Alegre, v. 36, n.1, p. 191-211, jan./abr., 2011.

MOREIRA, Carlos Gustavo Costa. Sobre a aprendizagem dos regimes de sentido do tempo histórico escolarizado: parâmetros críticos para estudo curricular sobre ensino de História para o 6° ano do Ensino Fundamental. 2016. 212f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História). Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2016.

MOTTA, Maryangela Mattos da. VOZES SILENCIADAS: Jovens, o Ensino de História e os programas de avaliação em larga escala no Rio de Janeiro. Anais do X Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História e XXIII Jornada de Ensino de História e Educação. Porto Alegre, 2018.

PINHEIRO, Laira de Azevedo. Uma proposta de instrumento de avaliação em história para o ensino médio: a prova objetiva e o sistema de múltiplas respostas. Anais do X Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História e XXIII Jornada de Ensino de História e Educação. Porto Alegre, 2018.

RIBEIRO, Renílson Rosa; BOVO, Cláudia Regina. A promoção da educação histórica no ensino médio: os desafios da avaliação diagnóstica em História. In: Anais do VII Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História/ III Encontro Internacional de Ensino de História, Campinas/SP, 2012.

VEIGA-NETO, Alfredo. É preciso ir aos porões. Revista Brasileira de Educação, v. 17, n. 50, mai./ago., 2012.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2020.38.1.07

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas