ENTRE HOMENS DE SABER, DE LETRAS E DE CIÊNCIA: médicos e outros agentes da cura no Brasil colonial

Ana Carolina de Carvalho Viotti

Resumo


A pluralidade de agentes e saberes curativos é traço marcante dos séculos que antecederam o estabelecimento da Corte portuguesa e, com ela, o ensino e prática essencialmente médicas no Brasil. Este artigo tem como mote examinar a formação dos saberes curativos no cenário colonial, saberes esses que se fizeram a partir do intercâmbio entre as ideias advindas do Velho Mundo e as necessidades – e possibilidades – dos trópicos. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                          

             

 ISSN: 0102-9487  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com