Três possibilidades metodológicas de estudo aplicadas à analise de casos em áreas de fronteira no interior do Brasil

Leonice Aparecida de Fátima Alves, Vitale Joanoni Neto, João Carlos Barrozo

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de disponibilizar ao leitor reflexões preliminares acerca de três possibilidades teórico-metodológicas para subsidiar estudos sócio-históricos referentes a temáticas relacionadas ao agrário, migrações, ocupação do interior do território brasileiro, processo conhecido como colonização e trabalho, sempre pensados a partir das nossas pesquisas, ou seja, não dados como conhecimento em si, mas aplicados às temáticas e projetos desenvolvidos na Amazônia meridional mato-grossense.


Palavras-chave


Fronteira; Amazônia; Migração

Texto completo:

PDF

Referências


BATTAGLIOLA, Françoise et alii. Diresa Vie: Entre Travail et Famille. La

Construction Social des Trajectoires.Paris: CNRS/CSU-IRESCO, 1991.

BENJAMIN, Walter. O Narrador: Considerações sobre a obra de Nikolai Leskov, In: Obras Escolhidas, vol. I, 7ª edição. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BERTRAN, Paulo. Uma Introdução à História Econômica do Centro Oeste do Brasil. Brasília: Editora da Universidade Católica de Goiás, 1988.

BERTRAN, Paulo. História da Terra e do Homem no Planalto Central Eco-História do Distrito Federal. Do Indígena ao Colonizador. Brasília: Solo Editores, 1994.

BOBBIO, Norberto. O Tempo da Memória. De Senectute e outros escritos

autobiográficos. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1997.

BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade. Lembranças de Velhos. 3ª edição, São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BOURDIEU, Pierre. El Oficio de Sociólogo. Madrid: Siglo Veintiuno Editores,1993.

CASTRO et al.A colonização oficial em Mato Grosso: a nata e a borra da sociedade. Cuiabá: EdUFMT, 1994.

DE LUCA, Tânia R. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla B. Fontes Históricas. São Paulo: Contexto, 2005.

FAO. Memória de Cooperação Técnica in

/www.fao.org.br/download/LivroFAOBrasilMemoriaCooperacaoTecnica.pdf acesso em 26 ago. 13.

FERREIRA, Eudson C. Posse e propriedade territorial: a luta pela terra em Mato Grosso. Campinas, Ed. da UNICAMP, 1986.

FERRAROTTI, F. Histoire et Histoires de Vie - La Méthode Biographique dans les Sciences Sociales. Librarie des Méridiens: Paris, 1983.

FREIRE, Júlio D. Por uma poética popular da arquitetura. Cuiabá: EdUFMT, 1997.

GUIMARÃES NETO, Regina Beatriz. Cidades de fronteira. In: SILVA, Luis S.D. (org.). Relações campo-cidade: fronteira. Goiania: EdUFG, 2000.

GUIMARÃES NETO, Regina Beatriz. A lenda do ouro verde. A colonização em alta Floresta/Mato Grosso. Cuiabá: UNICEN, 2002.

JOANONI NETO, Vitale. Fronteiras da Crença. Ocupação do Norte de Mato Grosso após 1970. Cuiabá: EDUFMT/Carlini & Caniato, 2007.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. São Paulo: Vértice Editora, 1990.

HALBWACHS, Maurice. Les Cadres Sociaux de La Mémoire. Paris: ÉditionsAlbin Michel, S.A., 1994.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas: EdUNICAMP, 1994.

MARTIS, José de Souza. A Militarização da Questão Agrária no Brasil. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 1985.

MILLS, C. Wright. A Imaginação Sociológica. 6ª Edição, Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1982.

MORENO, Gilslaine, Terra e Poder em Mato Grosso: política e mecanismos de burla(1892-1992) Cuiabá/MT: Entrelinhas: Ed.UFMT, 2007.

QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. Variações sobre a Técnica de Gravador no Registro da Informação Viva. 2a edição. São Paulo: CERU/USP, 1983 (Coleção Textos, 4).

RUA, Maria das Graças.Políticos e Burocratas no processo de policy making: a política de terras no Brasil, 1945-1984. 1992. Tese (Doutorado) Instituto Universitário de Pesquisas do rio de Janeiro- IUPERJ.

SCHAEFER, J. R. As migrações rurais e implicações pastorais. São Paulo: Loyola, 1985.

SANTOS, José Vicente Tavares dos. Conflitos sociais agrários: formação e lutas dos camponeses meridionais. In.:Cadernos de Sociologia, Porto Alegre, UFRGS, n.6, 1995.

SCALOPPE, Marluce de Oliveira. Práticas midiáticas e cidadania: o papel do jornal Alvorada na Prelazia de São Félix do Araguaia (1970-1985). Cuiabá, 2009. 120p. Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Programa de Pós Graduação em História, Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas