A peleja de João Amaro: um trabalhador rural na luta por direitos (Pernambuco, anos 1960)

Márcio Ananias Ferreira Vilela, Marcelo Góes Tavares

Resumo


Este texto analisa um processo no qual um camponês recorreu a Justiça do Trabalho em Pernambuco para reivindicar a efetivação de direitos já previstos em lei, evidenciando que neste período, década de 1960, já era possível o acesso a essa Justiça por parte dos trabalhadores rurais no Brasil. Também podemos perceber no transcorrer do processo como os proprietários das usinas de cana-de-açúcar faziam uso de inúmeros mecanismos para burlar a lei. Muitas vezes, e neste caso em particular, a estratégia foi nomear o trabalhador como agitador e comunista, o que poderia representa-lo socialmente como perigoso, desqualificando-o conjuntamente com sua ação trabalhista. Tais nomeações e representações atribuídas, durante o regime civil e militar no Brasil, poderiam produzir consideráveis implicações aos acusados, e em alguns casos eram torturados e mortos pelos os órgãos de segurança e informação.

Palavras-chave


Trabalho; Justiça do Trabalho; Lutas Políticas; Ditadura

Texto completo:

PDF

Referências


CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. V. 1. Artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

DABAT, Christine Rufino. “Uma caminhada ‘penosa’: A extensão do Direito trabalhista à zona canavieira de Pernambuco”. CLIO. Série Revista de Pesquisa Histórica. Recife: Editora da UFPE, n. 26-2. 2008.

DABAT, Christine Rufino. Christine Rufino. Moradores de engenho. Relações de trabalho e condições de vida dos trabalhadores rurais na zona canavieira de Pernambuco, segundo a literatura, a academia e os próprios atores sociais. Recife: Editora Universitária UFPE, 2007.

GOMES, Angela de Castro. Cidadania e direitos do trabalho. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

GÓES. Marcelo Tavares (Org.). Nas travessias do tempo: histórias de protagonismos, resistências e lutas políticas. Maceió: Edufal, 2017.

KAFKA, Franz. O processo. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

LOPES, José Sergio Leite. O Vapor do Diabo. O trabalho dos operários do açúcar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

MONTENEGRO, Antonio Torres. Ação trabalhista, repressão policial e assassinato em tempo de regime militar. In: Revista Topoi, v. 12, n. 22, jan.-jun. 2011.

MONTENEGRO, Antonio Torres. Antonio Torres. Agitação política e direito trabalhista nos idos de 1964. In: MONTENEGRO, Antonio Torres; GUIMARÃES NETO, Regina Beatriz; ACIOLI, Vera Lúcia (Orgs.). História, cultura, trabalho: questões da contemporaneidade. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2011.

PORFÍRIO, Pablo F. de A. Medo, comunismo e revolução. Pernambuco (1959-1964). Recife: EdUFPE, 2009.

VILELA, Márcio Ananias Ferreira. Discursos e práticas da Igreja Presbiteriana do Brasil durante as décadas de 1960 e 1970: diálogos entre religião e política. Recife: Ed. UFPE, 2015.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2017.35.2.al.04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas